Seis meses de Suécia – Parte II

Todo mundo faz uma listinha de coisas que gostaria de fazer enquanto está fora. Pelo menos eu imagino isso, porque não foi simplesmente ah, eu vou para a Europa. Ponto. Foi tipo: ahh… eu vou para a Europa, então eu poderia fazer uma viagem para ali ou aqui, ver isso ou aquilo, visitar esse ou aquele monumento histórico e similares…

A primeira coisa que eu queria muito ver aqui eu já realizei ano passado. Pode parecer estranho, mas foi atravessar a Ponte de  Öresundsbron que liga as cidades de Malmö (Suécia) e Copenhagen (Dinamarca), porque a ponte de quase 8km termina no meio do “mar” e vira um túnel de quase 5km [eu acho], o túnel do Estreito de Drogden, que está construído sob o mar… Sei, sei, mas pareceu extremamente excitante passar por cima do mar e abaixo dele praticamente ao mesmo tempo.

E esse ano… eu queria muito assistir ice hockey. O ice hockey é um esporte grande na Suécia, muito importante, tanto que a Suécia tem um dos melhores times do mundo na modalidade – tanto feminino quanto masculino – e eu sempre tive curiosidade, enfim. Dai que exatamente no dia em que completei 6 meses aqui teve jogo do campeonato nacional na cidade do “nosso time” – Frölunda Indians, liderando a competição – contra HV alguma coisa, quarto colocado. Uma promessa. Compramos ingressos e…

Foi melhor do que eu esperava. Tudo bem que eu demorei o primeiro tempo inteiro para entender as regras (nunca tinha visto um jogo a não ser em filmes), mas depois disso foi fantástico. Tenho que confessar que perdi o “puck” (aquele disquinho preto) várias vezes e que o primeiro gol eu nem teria percebido se não fosse pela explosão de luzes e de um rojão (??!! é eu acho que era um rojão) situado atrás do gol, mas é realmente excitante ver os jogadores patinando para trás em alta velocidade no gelo enquanto brigam por aquela coisinha minúscula e… puxa, como aqueles caras fazem isso?

Sempre gostei de assistir esportes. E uma coisa que é fabulosa é assistir jogo ao vivo – eu não tinha feito isso no Brasil. Eu e Joel fomos duas vezes ao estádio ver futebol e agora assistimos o ice hockey, e eu tenho que tirar o chapéu para a torcida sueca: eles cantam e embalam o time o jogo inteiro. Engraçado é que o futebol – que é um esporte sem violência dentro do campo na Suécia – ainda tem torcidas violentas (da última vez que assistimos foi tipo Göteborg x Stockholm e tinha tantos policiais quanto torcedores); já o ice hockey que é um esporte violento – eles partem para cima do time adversário literalmente – tem torcedores tranquilos cantando, e que não brigam no final.

Assistir ao jogo me inspirou a adicionar mais um item a minha litinha de coisas a fazer na Europa: patinar no gelo. Ou tentar…

Anúncios

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s