O Tempo e o Vento… em sueco!

Depois que comprei um celular com internet e tenho o skype nele me sinto bem mais perto do Brasil. Eu to no trem, no trabalho, num restaurante com o Joel ou no cinema e meus pais me ligam só para dizer oi e fazer aquele papo furado que a gente faz quando liga para alguém. Muitooo bom! Ontem a Angela também me ligou. Com internet (e-mail, skype, facebook) fica tudo mais simples, mais fácil, muito mais perto. Há uns 10 anos atrás alguém que mudasse de país teria de se conformar com enviar e receber cartas. E só. Talvez ligar de vez em quando, gastando uma fortuna. E esperar… semanas, pelos correios.

Além disso, podemos ter acesso a uma gama de informações por meio dos blogs. Algumas coisas úteis e outras baboseiras, mas tudo com sua importância para conhecermos outros lugares no mundo, sonharmos ou simplesmente nos divertir algumas horas. Pensando nisso, resolvi escrever sobre como eu vejo as unidades de medida suecas, do tempo e outras. No post passado eu falei o nome dos dias da semana em sueco (måndag, tisdag, onsdag, torsdag, lördag, söndag) e penso que seria interessante explicar um pouquinho como é que os suecos contam o tempo afinal, se há uma coisa que não falta a nenhum lar sueco é um calendário: por vezes ele está em algum lugar estratégico da casa como a cozinha, e nele estão listadas todas as atividades agendadas dos moradores da casa – até mesmo das crianças.

Suecos levam os compromissos muitíssimo a sério e se alguém fala da pontualidade inglesa é porque nunca estudou SFI na Suécia. Atire a primeira pedra quem nunca viu a professora do SFI carrancuda porque os alunos chegaram atrasados. Minha primeira professora no SFI chamava Maria, ela sempre chamava a atenção de quem houvesse chegado atrasado (não importando se fosse 1 minuto, 2 ou 10). Ela entrava na sala pouco antes do relógio marcar 9h, fixava o olhar no bichinho e exatamente as 9h00min00s dava o “Godmorgon!'” para a classe e iniciava a lição. Com a professora do SAS tem sido muito mais flexível, mas eu cheguei atrasada justamente no dia em que a Linda havia sido substituída por uma super professora chamada Sandra (pense numa mulher inteligente, mas quase cruel): ela trancou a porta da sala e eu tive que esperar o pessoal da secretaria chegar com uma chave extra para ter acesso a classe. Além de tudo, quando o pessoal da secretaria perguntou se havia algum problema com a porta ou se ninguém havia ouvido “bater” ela respondeu: “Com a porta? Espero que não. Já com o relógio…”. E ainda, chegar muito adiantado também não é legal – principalmente se você vai visitar alguém, não é lagom. Seja pontual, como a Maria: toque a campainha ou se anuncie no exato minuto marcado. Ai, às vezes a vida é dura né?

Não sei se ficou claro ou subentendido, mas o primeiro dia da semana na Suécia não é o domingo, é a segunda feira. Além disso, os suecos gostam de ser extremamente específicos com o dia do compromisso, para tanto usam muito o número da semana do ano. Agora estamos na semana 13. Vou para uma entrevista de emprego na sexta, e quando marquei essa entrevista a tal da Sra. Contratante me disse no telefone: na semana 13, dia 30 de março, 13h e 00minutos. Por causa dessa obsessão louca responsabilidade com seus compromissos, todo mundo tem um almanacken, que é uma agenda pequeninha que o pessoal tem na bolsa e saca a toda hora para dar uma verificada. Tem como app também, claro.

Uma das coisas que achei mais estranhas logo que mudei é que quando você vai preencher algum papel e assinar (assim que se muda você faz isso a exaustão), naquele espaço para data que aparece assim __/__/__/ você deve escrever primeiro o ano, depois o mês e por último o dia. Brincadeira? Não. Até o personnummer de todo o mundo (que é o número de identificação que você precisa para existir na Suécia) tem esse padrão: todos eles são formados com ano de nascimento, mês de nascimento e dia de nascimento do indivíduo mais 4 outros dígitos que o sistema te dá. Se a pessoa é nascida em 29 de novembro de 71, por exemplo, o personnummer dela seria 711129 mais os outros 4 números que se recebe do governo. Apesar disso, os suecos acham muito mais bonito escrever a data no modelo 01 jan 2012 (por exemplo).

Os meses em sueco não são uma coisa complicada de se aprender (januari, februari, mars, april, maj, juni, juli, augusti, september, oktober, november, december), e as estações do ano são vinter, vår, sommar e höst (inverno, primavera, verão, outono). As estações do ano no hemisfério norte ocorrem na época diferentes das estações do ano no hemisfério sul; por isso verão no Brasil significa inverno na Suécia, outono no Brasil é primavera na Suécia e etc e tal. Apesar de ser uma coisa simples e que todo mundo aprende no colégio essa é uma pergunta que sempre me fazem: que época do ano é aí?

A Suécia também utiliza o horário de verão e ele começou no último domingo as 2h da manhã (porque não 00h??? Não sei.). O fuso horário brasileiro (de Brasília) é o GMT-2 e o fuso horário sueco é o GMT+2. Assim, o normal seria que a diferença do fuso horário entre Brasil e Suécia seria de 4h (quatro horas a mais na Suécia), mas por causa do horário de verão temos 3h de diferença  enquanto da vigência do horário de verão brasileiro e 5h de diferença enquanto da vigência do horário de verão sueco. O horário de verão sueco começa na última semana de março e vai até a última semana de outubro.

Com relação a outras unidades de medida os suecos também apresentam suas peculiaridades. A primeira coisa que aprendi aqui foi cozinhar medindo  em decilitros: os pacotes de alimentos apresentam informações para o preparo da comida em decilitros, as receitas de bolo e massas são em decilitros. Nada de xícaras, nada de 250gr, nada de mais ou menos, nada de eu sei a quantidade dos ingredientes de “olho”; o decilitro é o rei da cozinha sueca. Claro que as receitas apresentam também as medidas em colheres para os ingredientes que darão o tempero ou um toque especial ao prato, e para isso existe um “jogo de colheres” específico.

Já as bebidas são medidas em centilitros – cl: nas garrafas de cerveja, vinho, destilados; ou quando você compra em bares e restaurantes a especificação está sempre em centilitros. Isso aparece em algumas embalagens de sucos também, mas o leite em geral aparece em litros. Penso que tudo que tem uma porção menor a um litro seja especificada em centilitros (e não em mililitros – ml – como no caso do Brasil).

As temperaturas aqui são medidas em Celcius mesmo, mas acho que os termômetros tem uma espécie de defeito ou outra calibragem porque as temperaturas estão constantemente próximas a zero (em algum momento do dia) e nunca ultrapassam os 25 graus. =P. Brincadeira, claro que isso é por causa do clima.

Por fim, as distâncias são medidas em quilômetros, não em milhas, e a mão é a direita. Acho que na Europa é só a Inglaterra mesmo que utiliza a mão esquerda. Também, isso seria uma confusão né? Já pensou trocar de mão da direita para a esquerda a cada fronteira? Os países europeus não são muito grandes e são todos coladinhos… “Bem vindo a Inglaterra, a partir de agora mantenha-se na faixa da esquerda. Obrigado”. Mas os suecos gostam de contar os quilômetros de dez em dez, e para isso utilizam o mil. Claro que eu fiz confusão com isso. Entre Göteborg e Stockholm por exemplo, são 500km, mas os suecos dizem 50 mil (quem é bom de conta de cabeça aí? Vou dar uma colher de chá: 50×10=500). Além disso, eles não contam quantos quilômetros o carro roda com um litro de combustível, mas sim quantos litros de combustível o carro utiliza a cada mil. Quando fomos a Borlänge emprestamos o carro do tio do Joel, e eu peguntei quantos quilômtros o carro faz com um litro. E o Joel só: “Sei não. Mas ele faz entre 0,7 e 0,8 litros a cada mil.”.

Tem gente que pensa que é fácil…

Anúncios

4 comentários sobre “O Tempo e o Vento… em sueco!

  1. Muito legal o seu texto, adoro saber o cotidiano dos brasileiros que moram no exterior.

  2. Perfeito o seu texto, muito esclarecedor, vc escreve super bem! Olha nunca me acostumei com esse negócio de semana, quando o povo aqui fala semana tal…eu pergunto logo a data e que dia da semana, pontualidade nunca foi o meu forte, mas me esforco (não tenho o cedilha rsrs), principalmente se for em relacao a trabalho. O caso das app de celular, nossa, maravilhosas, tmb converso no skype e uso o viber tmb, muito bom! Nunca tinha me acostumei com as unidades inglesas, e ainda tmb não com as suecas! Tenha uma ótima semana! Bjos

    Ps estou usando um email diferente, não é o do blog, ele fica me pedindo para logar, pq já tive uma conta no wordpress com esse email. :(

  3. Oi Julio,

    Difícil comentar. O vídeo é ruim, a página do vídeo traz poucas informações e a única coisa que dá para entender é todo mundo cantando “eu sou brasileiro com muito orgulho e muito amor”. Tem gente que esquece ou que não sabe que esse é um hino da ditadura (Brasil: ame-o ou deixe-o). Sabe o quê? Acho uma merda a forma como os países se elitizam. Todo mundo tem que ser comportado e comedido. Quem faz bagunça é pobre ou retardado… quando foi que a Inglaterra tornou a polidez símbolo mundial de status? Não assino embaixo da “bagunça” desse pessoal, mas acho o cúmulo o povo na internet ficar malhando e dizendo que é “inadmissível”. Minha mãe já dizia: macaco encolhe o rabo e senta em cima só para ficar puxando o rabo dos outros. Certos estavam os ditadores: Brasil, ame-o ou deixe-o.
    Abraços

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s