As flores de plástico não morrem…

Se tem uma coisa que marca muito a primavera/verão sueco são as flores. Tudo fica verde e a primeira coisa que explode para todos os lados são dentes de leão – que eu sei que em muitos lugares são vistos apenas como pragas, mas aqui na Suécia dão um toque todo especial para a paisagem. Depois vem os rododendros – tipo azaleias gigantes! – e por fim, as rosas em julho! Ano passado tirei um monte de fotos nas ruas para postar aqui no blog, coisa que nunca fiz…

Este slideshow necessita de JavaScript.

Então, quando mudei para o apê recebi a visita da sogra e claro, ganhei flores. Um tipo bem típico de flor de Natal (era dezembro) e uma orquídea. A flor de Natal logo morreu – e isso era esperado. Mas a orquídea também foi – em pouco tempo – e isso definitivamente não era esperado. Orquídeas funcionam muito bem em todos os lares suecos: basta regar com 3 colheres de água uma vez na semana – foi isso que me disseram – e deixar a planta próxima a janela e ela sempre estará bonita. Até conversei com ela, o que não definitivamente não impediu que ela “partisse”.

Depois disso sempre comprei buquês de flores – acho legal ter na casa, ou botões de rosa… até que na semana passada vi umas rosinhas (pés de rosa, não buquês) no ICA. Apaixonei. Comprei um dos vasinhos com maior número de botões, li as informações do frasco e estava muito feliz da vida esperando os botões abrirem. Até mostrei para minha mãe pela web cam, afinal eu tava para lá de entusiasmada com minhas recém adquiridas rosas amarelas.

Hoje elas estão murchas. Reguei e fiz tudo o que o rótulo dizia, mas acho que falta sol. Chove em Gotemburgo.

Lembram daquele filme “28 dias” com Sandra Bullock? Se você tem uma planta e deixa ela morrer não está pronto para ter um relacionamento sério com alguém. Espero que isso realmente não tenha nada a ver, senão lasquei-me. Nunca consegui cuidar de uma flor – nem aqui, nem no Brasil – e não to com vontade de começar terapia…

Comprar flores de plástico está absolutamente fora de cogitação. Acho que não há nada mais deprimente do que flores falsas que ficam empoeiradas e de cor esmaecida com o tempo.

Realmente não gostaria que minha rosa morresse. Alguma dica?

 

 

Anúncios

4 comentários sobre “As flores de plástico não morrem…

  1. Haha! Obrigada!!
    Tiro muitas fotos, mas tenho preguica de editar; por isso a maioria dos posts vai sem…
    Eu tenho algumas destinadas a um post novo, agora preciso achar o cabo pra descarregar – faz uma semana que to procurando…
    Beijos!!

  2. Não se sinta sozinha, comigo acontece a mesma coisa hahah! Minha mãe planta lindas flores no jardim aqui de casa e elas desabrocham e pouco tem e ficam lindas e demoram a morrer dai vai eu toda linda linda plantar e O K me acontece? Elas nem se prestam a desabrocha! Inferno. ahahah. É como minha vó diz: ”tem que ter mão”. Mas a questão é que eu tenho mas talves não a de florista. Tchau adoro seu blog, abraços.

  3. Oi Milena!
    Bem vinda!
    Bom saber viu, porque minhas flores morreram mesmo. =( Mas eu sempre compro alguma coisinha bonita no mercado, flores vivas para enfeitar a casa. Tem umas variedades que duram até uma semana bem vistosas, e não são caras…
    Quem sabe um dia eu aprenda… a vida é longa!
    Beijos!

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s