Sueco como segunda língua

Falei que eu ia chegar lá, e quero explicar uma coisa: pelo tom dos posts que escrevo sobre estudar sueco na Suécia e pela quantidade de reclamações que envolve o assunto parece que não estou contente como a coisa caminha. Para não deixar ninguém na dúvida: NÃO ESTOU CONTENTE com a forma como a coisa caminha.

É ser chata? É, mas parece que tudo na Suécia que é voltado ao imigrante funcionando meio boca tá bom: Arbetsförmedlingen é maravilhoso pra uns e desgastante para outros, SFI e SAS uma enrolação… Eu sempre me lembro da Paula me dizendo que eu não devia espera muito do SFI – mas brasileiro é aquela coisa né? Sempre alimentando uma esperança de que, quando for a minha vez, vai dar certo! E…

…deu, de certo modo. Eu falo sueco, mas não graças ao SFI, tampouco o SAS ajudou alguma coisa. E mesmo sendo tão ruim eu continuo porque eu decidi que com o diploma de Sueco como Segunda Língua a coisa seria mais fácil. Não sei se é mesmo, tem alguém lá na frente (com diploma de SAS) que pode me confirmar isso?? É…?

A última foi que para começar o segundo semestre de estudos esse ano (ainda penso o ano letivo como o brasileiro) fiz a matrícula em maio para continuar na mesma escola que estudei todo meu sueco (ABF), mas as vagas lá acabaram e fui parar naquela escola esquisita que falou só das saídas de incêndio e da página deles na internet durante um encontro obrigatório em junho (mó legal). Na segunda tive a primeira aula e descobri o porquê da tamanha ênfase que eles deram no site deles: o curso é a distância. A professora disse que a presença nas aulas não é obrigatória desde que o aluno faça todos os exercícios de uma ferramenta na internet chamada “Novo” (passei as férias inteiras recebendo um chamado no meu e-mail porque eu não tinha preenchido meu perfil no “Novo”, até entrei em contato com a escola para então receber uma senha que nunca funcionou… pensa se meu curso de sueco dependesse disso? Estaria literalmente lascada).

Não que ache que curso a distância não presta, penso que tem muita gente que se esforça muito quando faz um curso a distância e realmente estuda, estuda até mais do que pessoas que estão em um curso presencial. Mas eu não vou discutir a qualidade do ensino a distância e os seus méritos e/ou funcionalidades, uma vez que só posso afirmar mesmo é que ensino a distância não dá certo para mim e que eu não tenho ganas de estudar se tô me sentindo sozinha no barco. Eu sou literalmente uma Maria vai com as outras e preciso de companhia para me sentir motivada: estudar sozinha não rola!

Desisti do curso na Hermods (a tal escola para qual fui agora) e fiz a matrícula de novo, não antes sem preencher um formulário de reclamações junto a Vuxenutbildning explicando que eu estava muito desapontada por ter de esperar até setembro para começar meu curso já que eu tinha feito matrícula em maio, mas que eu preferia deixar de estudar agora do que “frequentar” um curso a distância – o qual eu não tinha escolhido. Por causa dessa reclamação o pessoal da Vux me ligou e afirmou que deixaram de firmar contrato com a Hermods porque eu não sou a unica estudante que reclamou e que disse não ao curso a distância. Segundo a encarregada que entrou em contato comigo a Hermods deveria oferecer o curso presencial (além do curso a distância) para que os alunos que não escolheram a modalidade a distância possam frequentar aulas presenciais.

Agora minhas férias de sueco foram estendidas até 17 de setembro. O negócio é me focar no trabalho e tentar aprender o que posso lendo e estudando por conta própria (durante esse tempo). No fim das contas, dá na mesma, por um período.

Vamos ver quais serão as cenas do próximo capítulo dessa novela!

Anúncios

21 comentários sobre “Sueco como segunda língua

  1. Oi! Então Maria, me fala uma coisa. Este cursos aí, principalmente o primeirão de todos, o SFI né? tem gente de toda nacionalidade, ok? mas é o inglês que é a língua que une todos a princípio? Pelo que li nos blogs dos brasileiros, ao iniciar a língua sueca tem gente de todo canto nas classes. Mas parece que vi uma brasileira falando que ela não falava inglês. #comofaz?

  2. Olá,

    Eu estou a ficar preocupada, ouço toda a gente a falar mal do SFI aqui em Gotemburgo, por ser pouco tempo de aulas presenciais e se quiser aprender que estude em casa.

    Já pensei na possibilidade de frequentar outros cursos de Sueco mas não conheço mais nada. Você conhece alguma sitio mais onde se possa tirar cursos de sueco sem ser só o SFI? Eu nem me importo de ir tendo SFI no meio na mesma, mas se conseguisse saber de outros cursos seria fantástico.

    Boa sorte para si Maria.

  3. Ôôô eu conheço essa frustração! Às vezes sentia que os estudos apenas corriam bem para quem não os valorizava. A mim aconteceu-me de tudo um pouco, long story. Foi apenas com motivação (e muitas perguntas a Tomas, meu viking) que cheguei lá.

    Acabei por estudar sozinha para fazer o Tisus, que é um exame que equivale ao SAS mas que se destinha mais a quem quer seguir estudos superiores… se bem que acho que muita gente faz o Tisus mesmo sem intenções de ir para a universidade depois. Por um lado deixei de frequentar cursos que me frustravam, deixei o stress de conciliar trabalho e aulas, deixei de depender de horários. Por outro, tive que estudar sozinha (e eu pensava exatamente da mesma forma que você) e tive que pagar mais de 2000 sek para fazer o exame. Mas olhe, não me arrependo, deixei de perder tempo e arrumei a coisa.

    Não sei onde fui buscar a disciplina para estudar sozinha, mas o facto de ter dois livros para seguir (Form i Fokus e Text I Fokus, ambos muito bons!) ajudou, e às vezes encontrava-me com uma colega para estudar. Bem, me desculpe pelo “testamento”, queria apenas partilhar a minha experiência.

    Boa sorteeee e muita paciência, que é preciso. Beijo

  4. Maria, te entendo completamente. Solidarizo-me com a sua inquietação, porque olha, tem que ter uma paciência de Jó viu… É legal quando você posta essas situações, porque dá uma luz prá gente, ou pelo menos, uma sensação de que “não sou a única com problemas”. Enfim, boa sorte. Beijos

  5. Oi povo! Então aí vai a resposta de cada um:

    Juliana,
    Na turma em que estudei SFI a professora não usou quase nenhum inglês, ao menos não durante as aulas. Quando alguém tinha uma questão pessoal podia usar inglês para fazer a pergunta, mas se fizesse isso em frente a toda a classe a professora encorajava primeiro tentar em sueco. Como tem gente de todo canto e quase todo mundo fala inglês acaba que o inglês é usado nos primeiros dias para uma introdução, mas na minha sala de aula isso acabou a partir do segundo dia. Já ouvi gente falar que saiu do SFI com inglês melhor do que quando entrou porque o professor/professora falava só inglês, acho isso difícil, porque é exatamente como você disse: tem gente que não fala inglês. Nós brasileiros, por exemplo, somos poucos com inglês fluente. Algumas pessoas que vem da África também, falam a língua oficial do país mais duas ou três línguas (de países vizinhos ou línguas tribais) mas não falam inglês. Como o objetivo é que o pessoal aprenda sueco, acho legal que os professores falem só em sueco desde o início (só, com aquelas exceções que comentei): lentamente, com muitos gestos, minha professora usava até desenhos e tals.

    ****
    Ana,
    Acho que o fato do SFI ser bom ou não é questão de expectativa também. Todo mundo que eu conheço que acha SFI enrolado chegou a esse conclusão por dois principais motivos: um, porque tem pressa de aprender o idioma e tem muita gente na sala de aula que não acompanha, o que faz com que cada aula vire uma repetição constante do hur-mår-du? vad-heter-du? var-är-du-ifrån? Lembro que a minha turma passou umas duas semanas nessa, aprendendo cumprimentar e se apresentar… contar até 10. Quando entrei no SFI eu já sabia isso (cumprimentar e contar até mais de 10), então pra mim parecia mais do que demais que todos os dias tivéssemos que repassar isso… A segunda questão é que temos pressa em aprender o idioma e pegamos uns professores (no caso ou a escola) que tem uma didática péssima… gente que não usa uma linha de ensino, que falta, que vai tomar café (fika em sueco) e demora pacas para voltar… Apesar de ter duas professoras muito boas no SFI, o curso nunca atingiu minha expectativas. Você pode estudar sueco na universidade ou por alguns cursos a distância (também de nível universitário). O nível é outro e eu não sei como é que funciona, mas lembro de um colega croata que deixou o SFI e iniciou a universidade. Nos correspondemos por e-mail por um tempo e ele ficou muito pró em sueco bem rápido.

    ****
    Rafaela,
    Meu e-mail é o freitas_mh@hotmail.com e você encontra ele no meu perfil gravatar do blog! Respondi sua pergunta quando respondi a Juliana?

    ****
    Joana,
    Acho que seu “testamento” é muito bom porque mostra que há outros caminhos além do SFI (também de pedras, mas há!). Pode deixar quantos testamentos quiser! Acho que estudar sozinha não é fácil, fiz isso assim que cheguei e nossa, sempre sentia que não saía do lugar… mas tem horas que a gente se obriga né?

    ****
    Cíntia,
    Agora te encontrei ao vivo parece que te escuto falar quando li seu coment! Hahahah… pior que tamos todo na mesma, não? Você, a Joana, eu…

    Beijos gente!

  6. Bom eu tenho gostado do SFI, já comecei no SFI C então não teve muita repetição. Com as aulas aprendi a falar mais corretamente. Comecei a entender coisas que antes parecia um bicho de 7 cabeças. Os alunos da minha classe também são esforçados e todos só conversam em sueco entre si, só usam a mesma língua ou o inglês quando o colega não entende de jeito nenhum o que a professora quer dizer. Quando a professora viu que eu e mais alguns já estavamois mais avançados ela passou o teste e segunda-feira vamos começar no D.
    Aqui na minha cidade teve a escola de verão que não era obrigatória para todos mas a maioria eu vi por lá mesmo assim, parece que os imigrantes daqui tem uma vontade louca de aprender aí nem se o professor quiser não tem como enrolar.
    Meu sueco melhorou muito depois que comecei a estudar com a ajuda de um professor. Estou estudando a 3 meses e a Sra. responsável para arrumar estágio disse: “Você mora aqui há apenas 4 meses e já pode falar todo esse sueco?” Desenvolvi muito na escola e espero que a minha experiência no SAS seja tão boa quanto no SFI.

    Beijos

  7. Oi Josy!
    Que maravilha!!! Sueco é mesmo um bicho de sete cabeças antes de a gente encontrar o fio da meada… Mas então para onde é mesmo que a gente tem que mudar se quiser ter boas aulas de sueco??
    Hahaha… brincadeirinha!
    To torcendo para que sua experiência continue sendo muito boa!
    Beijos!

  8. Olaaa…adoro seu blog tem me ajudado bastante a estudar, estou a apenas um mes no SFI porém tenho dificuldade com o idioma ainda estou passando pela fase de achar tudo um bicho de sete cabecas e aquela sensacao de que nuncaaaa vou conseguir aprender…é um pouco frustante aff…mas me esforco e estudo sozinha mesmo… :-)

  9. Ahh só uma perguntinha…estou com muita dificuldade para formular frases tanto pra falar como pra escrever…nao sei a ordem faco uma tremenda confusao e tambem tem a questão das bisats…Voce teria algum site que eu poderia ter informacoes a respeito? Obrigada… Beijos

  10. Oi Gabi!
    Pra entender qual é a ordem das palavras em uma frase sueca você tem que estudar ordfölj. Eu dei algumas dicas sobre isso num post chamado Decifra-me ou te devoro Um deles é sobre afirmações e outro sobre interrogações. O melhor mesmo é estudar em um livro (tem aquele do SAS Grund que você compra pela internet ou em uma boa livraria, é um livro super bom mas o melhor é o de exercícios) mas o que eu deixei lá dá para ter uma ideia (eu continuo escrevendo ideia com acento!). Sobre a questão das bisats a pergunta é: isso vai cair em uma prova? Se não, passa por cima, você aprende a bisat naturalmente quando aprende a formular as frases. Agora se você tem que explicar isso infelizmente não posso ajudar pois a única coisa que sei sobre a dita cuja é que ela é a oração secundária em uma frase. Mas o conselho é não se atenha a isso se não é extremamente necessário (pra falar com as pessoas você não precisa necessariamente saber o que é uma bisats!).
    A frustração inicial é muito normal, eu vivo frustrada até hoje porque me vejo surda e muda em algumas situações e é um saco não poder participar de uma conversa com naturalidade! Canaliza essa energia de forma positiva e enfie a cara nos livros com fé e vontade, ouça muita rádio, assista tv e treine formular frases, imagine situações que você vai passar no dia a dia. Por exemplo: você vai comprar água, o que vai dizer ao vendedor? Quais as possíveis respostas que ele vai te dar? Como a conversa vai desenrolar? Pegue primeiro coisas bem simples como essa e depois incremente. Por exemplo: imagine que você vai ao Subway e vai pedir um sanduíche… lá eles lhe perguntam qual o tipo de pão que será, se será um sanduíche inteiro ou uma metade, qual o queijo, qual a salada, qual o molho…
    Abraços!

  11. Querida muitissimo obrigado pelas dicas ja estou providenciando o livro, com certeza estou estudando muito sozinha em casa pq o SFI realmente só nos da uma pequena base gosto da minha escola minha professora também é otima mas tudo é muito limitado. O problema é que eu sou muito anciosa e nao aguento mais ficar paradona em casa sem poder fazer amigos falar com as pessoas e principalmente trabalhar sabe rsrsrsrsrsrsrs pra mim é super dificil mas é como vc mesma disse é enfiar a cara nos estudos pq aos poucos tudo vai ficando mais claro… O bom é que em breve comeco a fazer um curso Yrke svenska então devo estudar mais ainda isso ja me ajuda a quebrar um pouco minha osciosidade neah?? mas de qq forma tudo requer muita mais muita paciencia mesmooooo…

    Mas muito obrigado mais uma vez pela sua atencao!!

    Abracos!!!

  12. Oi Gabi! (posso te chamar assim?)
    Olha canaliza a ansiedade de uma forma positiva que você vai se dar bem. Mas é bom parar e respirar de vez em quando viu? Senão você entra numa expectativa enorme e acaba em frustração. Tem dias que o trem não vai para frente e dai você precisa relaxar e mudar o foco! Acho bem legal a sua disposição, segue firme menina que é esse o caminho!
    Beijos!

  13. Oi Gabriela!
    Demorei e demorei, mas respondi!
    Flor a intenção do blog é ajudar e fico muito feliz de saber que tá dando certo, mesmo que de uma forma pequena! Guria, conseguiu um curso de yrkes svenska?? que barato!!! Eu venho pedindo desde que mudei e eles só me enrolam! Esse curso eu sempre quis fazer, agarre a oportunidade com mãos, pernas e todos os braços!
    Beijos!

  14. Claro que pode me chamar assim hehehehe… Então Maria com certeza seu blog me ajudou e ainda me ajuda muito porque por mais que eu consiga compreender minha professora muitas coisas ainda nao ficam claras ai a gente pensa que é um bicho de sete cabecas mas quando explicado no portugues tudo fica bem melhor…em relacao ao yrkes svenska pois é nao foi facil porque eles tentam tirar seu foco sabe? acho que eles nao gostam muito de disponibilizar isso pras pessoas…a primeira vez que fui ao arbetsförmedling (acho que é assim que se escreve kkkkk) fomos atendidos por um homem super chato que alegou nao saber nada a respeito desse tipo de curso…depois contiamos tentando e como normal por aqui nos jogaram pra um monte de pessoas diferentes mas no fim chegamos a um contato final que deu certo marquei a entrevista fiz e deu certo….mas percebi que eles querem mesmo é que a gente trabalhe viu kkkkk nao querem pagar pra ninguem estudar rsrsrsrsrsrs
    Flor mais uma vez obrigado viu…te adc no msn espero que nao se incomode talvez um dia da certo e a gente se fala por la!!!
    Beijão

  15. É Gabi, Arbetsförmdlingen é uma maratona: tem que correr e correr e correr atrás do objetivo porque eles parecem fazer de tudo para complicar. É uma pena que a gente tenha experiências ruins com eles porque conheço gente que foi muito bem atendido por meio do A.
    Então, eu nunca entro no msn mas precisando mande um e-mail que eu respondo (com um pouco de atraso mas respondo!). É você que mora aqui em Göteborg também?
    O livro é o SAS Grund sim e é muito bom porque explica tintim por tintim gramática sueca. Ao menos eu me entendi melhor com ele!
    Beijos e obrigada!

  16. Oii Mariaa tudo bem aee meninaa?? Ahh tem problema nao a gente vai se falando por aqui mesmo ou por e-mail…então..eu moro em Solna nao conheco Göteborg mas ja ouvi falar muitoo… A respeito do livro ainda nao encontrei procurei me informar mais por esse nome nao achei mesmo, perguntei a uma amiga que faz o SAS atualmente ela disse nao conhecer mas que provavelmente deve ser um livro mais antigo…mas estou na procura =)

    Obrigada flor beijãoo!

  17. Olá! Você pode me indicar um livro pra quem faz o SFI.Estou no nível C, tenho aulas só 2x por semana. Pois tenho dois filhos( 8 anos e outrode 5 meses) e tenho pouco tempo. Mais, acho que tive sorte com a professora e a tuma que tem muita disposicao em aprender. Como o curso é lento, estudo em casa e agora sinto a necessidade de um bom livro. Há! Estou adorando as dicas!!!!

  18. Oi Xuruca!
    Infelizmente eu não to por dentro de livros do SFI. Eu havia emprestado um livro da minha tia (o qual comento em algum post) que eu nunca mais encontrei o nome/título. Simplesmente desapareceu, parece até que e sonhei com o livro. Era muito bom. Com exercícios e pah pra você poder treinar o que aprendeu. Complica também o fato de que a única vez que ganhei um livro durante o curso de sueco foi no SAS 2. Antes eu apenas recebia algumas folhas soltas e muitos exercícios. Mas dê uma pesquisada (google) com o seguinte termo de busca: SFI läs C. Pra mim era muito importante aprender a escrever (tenho dificulade de pronunciar a palavra se não sei como está escrita) então eu preciso VER a palavra entende? E nada melhor para isso do que lendo. Se você precisa OUVIR para aprender pode comprar um livro como esse mesmo assim, normalmente todos os pequenos textos vem em um cd que acompanha o livro.
    Abraços!

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s