Dicas para estudar sueco

Meu computador anda meio lento, meio preguiçoso demais – como a dona – tanto, que até me dá preguiça de pensar escrever no blog por causa da demora para iniciar esse trem aqui. Depois que iniciou vai embora mas eu to pensando seriamente se já não chegou a hora de trocar o bichinho por um Mac, por exemplo (=D). Pena que vontade não dá para trocar por koroas e, por enquanto, é só a vontade que eu to dispondo… enquanto ligar e desligar vamos de Acer mesmo.

Nos últimos tempos tenho recebido bastante e-mails dos leitores do blog e acho isso bem legal. Infelizmente (ou felizmente) eu não faço mais login no msn há décadas, nem tenho tempo de ficar no chat e por isso não aceito solicitação de contato lá. Em contrapartida já deixei alguns recadinhos em posts que e-mails são sempre bem vindos – principalmente se você é uma pessoa paciente e não fica grilada de receber resposta só depois de uns dias.

Como eu recebi e-mails de pessoas me perguntado por dicas de como estudar sueco eu vou deixar umas idéias aqui. Primeiro, acho que estudar sueco no Brasil é meio complicadinho, sei que existem escolas de sueco em Sampa e em POA mas nunca ouvi falar de outras cidades que tenham algum tipo de curso presencial. Se você não é morador nem de lá e nem de cá fica difícil encontrar algum curso que não seja online ou a distância, então a primeira dica é pesquisar um curso que se adéqua ao seu tempo, bolso e expetativas. Parece meio bobo isso mas é sério: qualquer investimento (estudar uma língua é um investimento) precisa de dedicação e de um plano e quanto você está disposto a pagar e o que está disposto a fazer para alcançar o objetivo são questões importantes.

Se alguém tem interesse em comprar um curso de sueco a distância a minha indicação é que compre o da Folkuniversitetet ou o Rosetta Stone. O primeiro porque é de uma instituição sueca bem conhecida e porque eu conheço gente que fez e disse que é muito bom – mas o material é em inglês. É só entrar na página deles, pesquisar um pouquinho e solicitar o material – que será enviado para sua casa. O Rosetta Stone é um programa e por causa da sua facilidade de instalação e uso é que eu to indicando também – além do que conheço gente que pagou e também achou muito bom. Não tô por dentro dos preços, mas isso não é problema, só perguntar ao Google que ele responde!

Se você está guardando a grana para a mudança ou não quer arriscar pagar por uma coisa que você não sabe se vai “virar” pode recorrer ao LiveMocha. Eu fui usuária do LiveMocha e acho que a ideia do site é muito inteligente, o problema é que às vezes ficava no vácuo e ninguém me respondia dúvidas ou os exercícios. Bom, mas o programa é gratuito e isso é uma vantagem. Além disso, penso que enquanto se está no Brasil é mais difícil aprender a formular frases e manter uma conversação devido a falta de alguém com quem praticar, daí já é uma boa se você aprende palavras e no LiveMocha você pode realmente aprender muitas palavras contando, inclusive, com áudio e com a definição “en” ou “et” no início (de alguns) dos substantivos no site. Mas eu não entro lá há décadas… se alguém por aqui tem visitado o site seria legal deixar nos coments como é que vai o status do sistema atual.

Se quiser tentar a sorte sozinho também há opções:  baixar filmes e ou seriados suecos, assistir vídeos suecos no You Tube, ouvir a rádio sueca online. Eu ouvia rádio sueca todo dia, às vezes no trabalho (o povo achava muito estranho. E era estranho.) ou em casa um cadinho antes de dormir. Antes de vir para a Suécia eu só podia entender o “oi, tchau, e aí?” na rádio. Desanimador? Não. Penso que a língua sueca tem uma melodia (a tal das vogais curtas e longas) e eu consegui aprender a melodia ainda no Brasil ouvindo rádio: sem entender as palavras eu compreendi que algumas delas eram mais “puxadas” do que as outras. Quando cheguei aqui não foi difícil “entrar no clima”.

Eu também tinha uma caderneta, essas miudinhas de 50 folhas, e com a ajuda do Joel enchi ela de verbos, da seguinte forma: em uma linha escrevia o verbo base, na seguinte o verbo no presente e por último o verbo no passado (simples, não o perfeito pois este eu nem tinha ideia ainda!). Como os verbos suecos não mudam de acordo com o sujeito eu não precisava me preocupar com isso e não escrevi ao lado do verbo nenhum sujeito. Para conjugar o verbo no futuro se usa o verbo base mais “ska” ou “kommer att“, então eu também não escrevia nada disso. Fiz isso desde a primeira folha até a última apenas do lado direito da caderneta. No lado esquerdo eu escrevia o significado do verbo em português, de forma que eu tinha que virar a página para lembrar o significado quando eu me confundia ou esquecia. No meu tempo livre pegava a caderneta da bolsa e ficava decorando os verbos. Antes de eu mudar para cá o Joel passou um tempo comigo no Brasil e durante esse período eu pedia para ele dizer os verbos de forma clara; então eu anotava a lápis do lado o que parecia para mim (como se fosse uma tradução para português), por exemplo: o verbo prata em sueco soa como pró-óta. Com alguns verbos funciona.

Como falei acima, acho legal usar o tempo no Brasil para aprender palavras apenas: decore o nome das peças do vestuário, das frutas, das cores, dos móveis, de objetos do dia-a-dia, de coisas que você encontra no supermercado (desde carne, óleo, farinha, leite… até sabão, vassoura, coisas de limpeza). Aprenda a ler e escrever isso. Quando chegar aqui vai começar a ouvir as pessoas falando e entender uma coisa ali, outra aqui, vai perceber que a tal da paprika (pimentão) soa exatamente como se escreve e o que diabos é esse tal de miolki? Bom… é quase assim que soa leite (mjölk).

Pra quem já chegou, use e abuse da TV, enfie as cara nos livros e quando começar a ficar paranóico por causa de en e et ou qualquer dessas coisinhas que não tem regra nem explicação clara saia para dar uma volta, preste atenção nas conversas do ônibus, do trem, no parque, qualquer lugar. Também é legal comprar um livro de exercícios (eu tinha vários, um dos que mais gostei  … esqueci o nome mas deixo depois aqui mesmo! ou nos coments) e visitar a família do partner (se você mudou por causa de um), eles vão adorar te ajudar.

Por hoje é só!

Anúncios

11 comentários sobre “Dicas para estudar sueco

  1. Descobri o seu site ontem enquanto estava pesquisando cursos de sueco, e eis que hoje você faz um post sobre isso haha :D achei uma feliz coincidência!
    Muito obrigada pelas dicas, eu escuto a rádio sueca com frequência também porque realmente gosto das músicas, e agradeço a idéia das cadernetas, vou começar a fazer isso.
    Virei fã do blog, parabéns, e por favor continue atualizando ^^

  2. Olá Camila!
    Seja bem vinda, que legal saber que tu gostou daqui. Experimente ouvir o canal “P1” também, tem menos música e muito blá blá blá o dia todo. Aliás, na P1 tem um programa sobre o idioma sueco que se não me engano vai ao ar todas as segundas 19h (horário sueco). Também há rádio novelas na P1 e documentários que você pode baixar para o seu celular.
    Volte sempre!
    Beijos!

    *****
    O Vânia!
    Já falei lá no facebook que você tem é que vir aqui em casa. To meio de pernas para o ar agora… me manda um sms que eu compro os godis! Quer dizer, que eu preparo o material para as nossas horas árduas de estudo! hehe
    Beijos!

  3. Ola como vai? Bem ja tentei falar com vc algumas vezes mas nunca tenho respostas… e gostaria de saber se posso te procurar pra trocamos ideias? Abra�o Keiliane

    ________________________________

  4. Oi moça!
    Bem vinda ao blog!
    Uma das exigências quando a pessoa quer deixar um coments é preencher a identificação – é necessário deixar ao menos o e-mail. Se você esquece o coments não é nem enviado para mim moderar, vai automaticamente para o lixo, e penso que seja isso que tenha acontecido – eu já fiz isso em outros blogs.
    Me manda um e-mail!
    Beijos

  5. Ola Estive em Stockholm em Maio e amei a cidade…me apaixonei e desde entao busco cursos de pos para fazer por ai…seria mais para o futuro mas ja me interesso muito em aprender a falar e por coincidencia achei seu blog. Adorei!
    Abraços!

  6. sabe me dizer onde tem curso de Sueco em Porto Alegre? Como está a construção civil por aí, tem falta de Engenheiro?Pagam bem? Depois de ler um pouco sobre a Suécia e a Dinamarca me interessei muito em um dia morar em algum desses dois países, assim que eu me formar quero ir fazer minha pós Graduação aí, e ficar.

  7. Olá gente!

    Stephanie,
    Nossa guria eu te deixei no vácuo não? Bom, espero que tudo ande bem com seus estudos de sueco!

    *****
    Matheus
    Eu acho que tenha, pois sei de muitos suecos que vieram de Porto Alegre e que residem aqui. Entra em contato com a IECLB (Igreja Ev. de Confissão Luterana do Brasil) que eles tem um programa de intercâmbio com a Suécia – talvez eles saibam se há cursos do idioma em POA ou São Leopoldo.

    Abraços!

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s