Portueco

Eu falo português em casa afinal, quando conheci o Joel ele já era fluente na língua e isso assusta um pouco as pessoas. Tipo, eu estou conversando com alguém e a pessoa: quanto tempo você mora na Suécia? E eu: um ano e meio (que eu completo só mês que vem, mas desde o mês passado eu digo um ano e meio); e a pessoa: puxa, você fala muito sueco! E eu: meu noivo é sueco; e a pessoa: Ah! Tá explicado… vocês falam sueco em casa. E eu: não. E a pessoa: Nãoooo???

Não acho tão estranho, afinal, aprendi muito sueco com a família do Joel e por causa dos amigos em comum que temos. A maioria das pessoas que fica tão impressionada com meu sueco está normalmente me comparando a outros estrangeiros que vêm para cá com a família. Não é estranho imaginar: eu vim para cá sozinha, e tinha o Joel que falava português comigo, assim como mais umas duas ou três pessoas que eu encontrava eventualmente. Meu inglês é pobre, assim achei melhor tentar conversar em sueco mesmo… foi difícil, mas deu certo. Agora imagine a outra situação: a pessoa muda para cá com a família (no caso de famílias africanas, com muitas crianças) e vai procurar fazer amigos entre outras famílias emigrantes do seu próprio país (nem sempre, mas na maioria dos casos). Essas pessoas não tem vínculos com suecos – e não é tão simples estabelecer vínculos com esse povo – e não tem porque treinar o idioma. Não é estranho que eles passem anos e anos sem falar mais do que hej e hej då.

Acho que fluência no inglês também ajuda a retardar o processo, afinal, por que ficar se ferrando e tentando adivinhar palavras e frases e mais todo o blá blá blá quando é muito mais prático e rápido – e dinâmico – ir direto ao ponto? A maioria dos suecos podem conversar inglês fluentemente e não se importam nem um pouquinho de treinar o idioma com quem quer que seja!

Seria simplismo reduzir as questões de aprendizado somente a estes poucos casos, e cada um sabe como o quanto é fácil ou difícil (eu acho díficil pacas) aprender sueco. Mesmo assim, eu insisto que uma rede de amigos ou familiares que ajudam (não aqueles que não tão nem aí) fazem uma enorme diferença para aprender uma língua nova – quando se vive fora do país.

Agora cheguei num ponto que misturo as bolas, então em casa tá rolando na verdade um portueco: eu começo falando em português mas coloco umas palavras em sueco no meio ou então invento um gerúndio para o sueco (sabe que sueco não tem o ando, endo, indo como em trabalhando, comendo, dormindo). Dias desses falei para o Joel: dai eu tava flyttando as coisas… e o Joel se estraga na risada: Flytt o quê???

É claro que eu tenho que rir também…

Anúncios

11 comentários sobre “Portueco

  1. Eu acho difícil. Pelo tempo que estou aqui já poderia estar falando, mas nesse angu tem uma porção de escolhas e uma pessoa com pouca motivação para o sueco. :(

  2. eu moro no exterior há 13 anos e já convivi com todo tipo de estrangeiro. O que se integra e o que se embola na própria comunidade e fica ali, falando mal do pais que escolheu para morar.
    Confesso que nao curto esse segundo grupo.

    mas é engraçado ver que as pessoas falam comigo e de repente, do nada, lascam: Nossa, vc fala inglês muito bem! ( mentirosos, safados…)

    O que eles esperam que todo imigrante seja semi analfabeto na lingua deles??? só rindo. ou chorando!

  3. Eu moro na Suécia há 4 anos. Aqui em casa falamos apenas sueco e no meu trabalho também, o que facilitou muito o meu aprendizado. O meu maior problema é na escrita, sofro muito pra escrever sueco ainda…. Apesar de ter melhorado muito depois que passei a trabalhar numa escola. Eu nunca fiz o curso completo o SFI, talvez por isso não tenha aprendido a escrever tão bem, também deveria ler mais sueco o que me ajudaria melhor na gramatica, mas como eu sou sem vergonha acabo lendo mais em inglês :(

    Bom, parabéns pelo seu empenho. Se em 1 ano e meio vc já fala tão bem, imagina daqui há 3 anos?! Vai está perfeito! Continue assim.

  4. Olha, eu concordo com tudo. Ajuda muitíssimo ter sambo/família/amigos suecos. Eu aprendi sueco sobretudo com o meu viking, pois no SFI pouco mais ensinavam além de canções infantis… Små grodorna små grodorna… Aiii. Parabéns pelo seu sueco. Beijo

  5. Eu falo inglês com meu marido e confesso que atrapalha muito pois acabo ficando preguiçosa para treinar o sueco, além do que é uma lingua que não me atrae em nada. Estou há 4 meses na Suécia, estudando por conta, mas as vezes bate uma angústia porque fico imaginando e se não conseguir falar nada? Assim como também conheço pessoas que demoraram muitos anos para começar a falar…vai de cada um mesmo. Parabéns!

  6. Aqui em casa nós conversamos 60 % em inglês, 30 % em sueco e 10 % em português. Tá sendo difícil pra nós trocarmos o inglês pelo sueco. O engraçado é que com a família e amigos dele só conversamos em sueco.
    A suecada também fica meio que admirada quando falo que moro aqui a quase seis meses. A primeira pergunta que me fazem é: ” 5 meses e já fala isso tudo?” Aprendi muito no SFI e conversando com suecos e imigrantes que não falam português ou espanhol também. Quero melhorar meu sotaque, que deve ser algo terrível, hehe.

    Beijos

  7. Oi povo! Puxa, acho que deixei a impressão que sou o gás da coca, mas nem viu? Apenas me viro!

    Cíntia,
    Obrigada! Eu não acho que sou pró, ainda preciso melhorar muito. Mas acho que tive uma série de facilidades… a família do meu namorado realmente se empenhou em me ajudar e isso não é coisa pouca. Então, a única escolha que tive de fazer era aproveitar. Fica mais simples não é?

    *****
    Oi Inaie,
    Bem vinda ao blog! Você tem razão, tem gente que olha todo estrangeiro como incapaz, assim qualquer coisa que conseguimos realizar é recebida com espanto! Dias desses no trabalho precisei de quase 10 minutos para mostrar para um teimoso que é possível imprimir arquivos de imagem sem colá-los no word. O povo pensa: nem falar direito ela sabe, será que consegue contar até 100? Brincadeira isso viu!

    *****
    Debora,
    É justamente isso que eu penso: que falar sueco em casa e no trabalho ajuda muito na hora de se tornar fluente no idioma. Mas escrever sueco, valha-me Deus! Quem consegue entender a lógica? Acho que vou demorar muito tempo até chegar lá (ainda mais porque essa é uma coisa que praticamente não treino), não vou além de sms e e-mail.

  8. Joana,
    Que bacana que o seu viking te ajuda, o meu sempre quis treinar e melhorar o português – e eu me sentia aliviada, não tava muito afim de falar sueco com ele… Acho que você teve um pouco de sorte em aprender musiquinhas no SFI, eu nunca aprendi isso não! hahahahah… ô vida, ô azar… ou não!!!

    *****
    Debora C,
    Bem vinda ao blog!!!
    Olha com 4 meses de Suécia eu ainda usava mais inglês do que sueco, foi depois que eu decidi abandonar de vez. Peça para as pessoas falarem sueco contigo (se você tem paciência) que num, dois, três você abandona o inglês pelo sueco. Já “em casa” mantenha um idioma que te deixe tranquila, assim você pode diminuir o sentimento de estranheza… eu acho!

    *****
    Oi Josy!
    Menina você devia escrever mais sobre sua experiência com SFI porque até agora é só tu mesmo que eu tenho ouvido que se deu bem. E sabe isso é ótimo! Não sei se é porque você mora em uma cidade menor (do que Göteborg e Stockholm) mas é ótimo que você esteja se dando bem na escola e colhendo resultados… E outra coisa, use e abuse desse pessoal que te elogia, porque isso significa que são pessoas que prestam atenção em você e isso que é o mais difícil no começo (eu achei): ter gente que preste atenção na nossa conversa – ainda que ela seja limitada!

    Beijos gente!!

  9. Hey Helena, cara ja disse que adoro teu nome ? :-)
    A quantidade é mesmo 500ml de azeite pro oleo de alho, ta? mas vc pode reduzir se preferir.

    agora ao post :-)

    Vc ta somente um ano e meio e ja ta falando bem? parabéns pequena! Sueco nao me parece nada facil. E o fato de nao falar em casa a lingua do país, é mesmo de se surpreender que vc o domine bem.

    qd eu vim pra Alemanha falava somente ingles com meu marido,ate o dia em que comecei o curso de alemao, no mesmissimo dia ele disse pra mim: mt bem, a partir de agora nós só vamos falar alemao aqui. Eu queria pirar!!! Iamos a lojas ou ao medico, p ex.,,e ele me mandava falar com os vendedores e ficava do meu lado vigiando se eu falaria ingles… e em casa eu queria morrer porque nao entendia p* nenhuma do que ele falava. Mas vou te confessar que foi só assim e fazendo um bom curso,que desenvolvi o alemao e hj em dia sabe que o ingles desapareceu da minha memoria? menina o que é isso??? eu abro a boca pra falar ingles e so sai alemao,que vergonha!!
    ps. mas tenho mt o que aprender, ainda acho meu alemao pessimo apesar de todo mundo elogiar, mas eu nao acredito neles!

    Conheco Göterburg, ja te disse? achei a Suecia um país lindissimo e é como aqui, as pessoas falam mesmo mt ingles e sao tao gentis, meu Deus! Achei incrivel que na tv, qd o comercial é em ingles, fica em ingles mesmo, ne?? eles nao dublam, como os alemaes fazerm ate, pasme, com filmes no CINEMA!! ohh breguice…. achei incrivel que os desenhos animados ai tbm sao em ingles,que coisa louca!

    Beijinho Helena

  10. Oi Nina!
    Hahaha obrigada, meu nome é demais mesmo! =P
    Eu também perdi o pouco inglês que tinha, agora eu tenho que estudar inglês de novo porque eu confundo a formação de frases. Falo todas as palavras certas em inglês, mas com sotaque sueco e na ordem gramatical sueca… é pacabá, não?
    Só a gente mesmo!
    Beijos!

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s