Pequenas Grandes Coisas da Minha Vida Sueca #23

To super animada com os acontecimentos da minha semana: comprei as cortinas para casa (faz um ano que mudei e as janelas ainda estão peladas), reencontrei amigos que não via há alguns dias, despendi uma tarde inteira tricotando com minha amiga nicaraguenha, tomei porre de assistir filmes, fui a uma fábrica de chocolates para um chokladprovning (prova de chocolate… na verdade, eu fiz trufas) e recebi visitas em casa.

Comprei as cortinas no Ikea e ir ao Ikea na Suécia é uma verdadeira tradição tanto, que se alguém me pergunta dos costumes suecos eu posso facilmente citar “ir ao Ikea com a família”. A Ikea é a maior loja de móveis e utilidades domésticas da Suécia e quando você chega lá vê as famílias (sim: papai, mamãe e filharada) com seus carrinhos e sacolas, todo mundo tão animado como se estivesse indo ao parque ou ao Liseberg. Eu já fui ao Ikea em diferentes dias da semana e não importa qual o horário que você escolha para chegar na loja, sempre vai encontrar ela lotadíssima. Eu sei de gente que vai passear no Ikea, gente que vai lá só para comer (recentemente falando com meu tio que mora em Mallorca fiquei sabendo que lá na Espanha o pessoal faz o mesmo: vai à Ikea apenas por causa do restaurante), gente que vai para comprar/renovar os móveis para casa e gente como eu, que vai só para dar uma olhada e comprar as cortinas.

Duas coisas que quero sublinhar a respeito dos suecos: primeiro, eles nunca te dão informação se eles não tem certeza, não tem domínio sobre o assunto que você está perguntando. Pode ser só orientação (moço, onde fica rua tal), se o cidadão não tem certeza vai devolver um “desculpe eu não sei”. Segundo: eles sempre querem que tudo seja feito em segurança.

E daí nós brasileiros que somos acostumados com “o de jeito que dá vamos/levamos” podemos encontrar um pouco de dificuldade para entender e ter paciência a respeito da situação. Isso significa que às vezes eu perco a paciência com o Joel porque ele vira e revira qualquer coisa que vai para dentro do carro da melhor forma possível para não danificar/rolar/estragar (a própria coisa ou o carro) ou ainda pior, machucar alguém. Isso posto vocês podem imaginar o baile que foi colocar uma cadeira e uma mesa dentro do auto!

Para piorar, sempre que sai uma dessas é devido a uma situação limite: semana passada no Ikea compramos algumas coisas que não estavam na lista por que estava com 50%. Então não nos preparamos, chovia, eu estava atrasada para o trabalho e a gente precisava montar um quebra cabeça gigante com peças que não eram para encaixar dentro do carro… O Joel tem uma paciência e um zelo fenomenais, acho lindo, mas tem coisas que eu simplesmente não consigo entender: ele revirou tanto as coisas do lugar que eu quase achei que o carro falaria “meu, de boa, tudo certo… toca a boleia aí parceiro!” Apesar disso nem precisei contar até 10 e agora tudo está na casa e ficou perfeito.

Minha amiga da Nicarágua é um barato e o papo dela deixa qualquer desavisado com os cabelos em pé! A gente se diverte a valer quando podemos tricotar, pena que ela sempre trabalha a noite e que eu tenho horários loucos que nunca batem com os dela… no final das contas tiramos um pouco dos atrasados, já que estávamos um bom tempo sem ter saído para um programa de Lulús.

Ganhamos a chokladprovning de amigos, e foi bem interessante. Infelizmente, eu não sou apaixonada por chocolates e não como sempre dessa guloseima e penso que talvez seja por isso que passei mal: era tão gostosos que comi demais em um espaço muito curto de tempo (o equivalente a uns 7 ou 8 bombons em uns 30 minutos) comecei a me sentir cansada, tonta e enjoada. Ataquei discretamente uns confeitinhos salgados e em uma meia hora comecei a recuperar o “controle”. Eu realmente fiquei com medo: o pessoal convidou a gente para um coisa especial e eu quase vomito na cara de todo mundo. Talvez foi a combinação (chocolate+vinho+trufas) de muito açúcar de uma vez… sei lá! Pior que nem sei o nome do botequinho em que estivemos, sei apenas que a lojinha é muito mimosa, está próxima a Brunsparken/Nordstan e que é uma fábrica de chocolate!

Compramos um projetor e agora temos um cinema em casa. Sempre achei o maior barato isso pois meu cunhado tem um projetor e meus sobrinhos faziam cinema em casa com os amigos. Assistimos a alguns exemplares em Blu.ray – entre eles Avatar que o Joel não tinha visto e Black Swan que eu tinha somente assistido no avião – e agora queremos fazer uma lista de clássicos para assistir na telona! Aceito sugestões!

Por fim, no sábado saiu o I Encontro de Blogueiras Brasileiras de Gotemburgo (ao menos, das que conheço): eu e  Vânia, do blog Diário de um Teimosa, e os respectivos maridos fizemos uma coisinha aqui em casa. Foi super engraçado com o Angelo e o Joel na cozinha enquanto a gente discutia a blogosfera… O encontro contou com a cobertura de um site local e você pode ver as fotos das celebridades presentes bem aqui. O trem deu tãooo certo que o  pessoal da comissão organizadora prometeu que o II Encontro sai ainda esse ano… na casa de uma teimosa dessa vez!

Falando nisso, eu estaria super afim de um Encontro de Blogueiras Brasileiras da Suécia, alguém mais se anima com a ideia? Ah, e a Joana do Boneca de Neve também – afinal, já perguntaram para ela se ela era brasileira porque ela fala português! Hahahaha…

No mais, ainda não coloquei as cortinas nas janelas – que deveriam ser limpas antes de receber a ornamentação nova – e to pensando que preciso aposentar o meu All Star, não porque tenha ficado velho ou estragado mas porque chove dia sim e dia também aqui em Göteborg… tênis de pano já viu né? Não é nada confortável passar o dia com os pés molhados!

E pra fechar com chave de ouro quero dividir com vocês a pérola do meu fim de semana: sabe aqueles dias quando alguém te diz umas palavras que te deixam mole? Mas mole de um jeito gostoso, como brigadeiro um pouco antes do ponto? Sabe aqueles que não tem mais jeito de enrolar mas são ainda melhores porque se come de colher… Pois é, no sábado e domingo o Joel foi para uma exposição de motos com uns amigos testar umas “máquinas”. Chegou em casa todo animado e da-lhe assistir vídeos de viagens de moto no You Tube… Lá pelas tantas eu percebo que ele tava assistindo o Paris-Dakar e comento: Tá fazendo planos para participar da próxima edição? E ele: Sim, mas eu não queria ser um competidor, queria viajar tranquilo e curtir o vento e a paisagem. Mas não é uma viagem de moto para duas pessoas…

Eu entendi que essa era a deixa para mim declarar em alto e bom tom “mas é claro que você pode ir sem mim!” e foi isso que eu fiz. O Joel apenas sorriu e rebateu “Eu sei… mas seria ainda mais präglat, e eu quero curtir o meio”. Eu liguei a matraca com o “mas daí é que você pode curtir o quanto quiser”; e ele insistiu que: “não, isso é que seria präglat“. Aí me rendi: “Não sei quem é o tal do präglat!” e ele só: “Präglat é alguma coisa que influencia outra. Eu não ia aproveitar nada do caminho, nem o vento e a paisagem sem você porque a saudade iria estragar todo o passeio… não importa quão bonito fosse o caminho, eu ainda só iria pensar em voltar para você…”.

♥♥♥♥♥♥!!!!

Anúncios

14 comentários sobre “Pequenas Grandes Coisas da Minha Vida Sueca #23

  1. Para resolver o problema da chuva vou ter que entrar na moda sueca de usar aquelas galaochas, vou comprar uma durante essa semana, pois já estou cansade de pé molhado e gelado!
    Seria divertido um encontro de blogueiras, mas estamos espalhadas por todo esse país, faria o possível para ir mesmo que seja bem longe daqui do sul do norte!

  2. Finalmente nosso encontro virou realidade e nem preciso dizer que tudo estava perfeito. Nos divertimos pra valer e com certeza repetiremos a dose o quanto antes. E é claro que será na casa da Teimosa aqui viu! Será que já devo começar a pensar no cardápio? Sabe como é… capricorniana e ainda por cima teimosa gosta de tuuuuuuuudo planejadinho. Uma coisa eu já sei… teremos pavê de chocolate custe o que custar.
    E vamos torcer para as blogueiras nessa terra de vikings se inspirarem e se animarem para fazer um encontro geral. Vamos invadir a terra dos vikings huhuhu!!!
    Um super beijo. ;-)

  3. Hahaha Maria, eu ri-me tanto ao ler o seu post, eu também perco a paciência com a lentidão/precisão/cuidado sei lá do Tomas ao pôr coisas na mala do carro, especialmente no inverno quando está frio! Preciso de contar até 100! Mas no fundo as intenções deles são boas, né?
    E como resistir a um viking que diz coisas bonitas dessas, assim vindas do nada? Eu também derreti aqui ao longe, que bonito!

    Eu adorava ir a um encontro de blogueiras. Obrigada por me incluir, Maria! :) eu prometo tentar desenvolver um sotaque Brasileiro bem maneiro a tempo do encontro, haha.

    Beijos!

  4. adorei o post!
    Adoro a Ikea ( nao a ponto de transformar a visita em um “family outing” …)
    A grande diferença entre as pessoas que convivem com você e as que convivem comigo é a ética da informação.
    Pergunte a um arabe ou um indiano onde fica tal lugar, e eles vao te dizer qualquer coisa, por que feio é dizer que não sabe!!!
    Mesmo que o cara nao fale inglês, nao tenha a minima ideia do que vc quer saber, ele vai apontar em alguma direçao…

    e o meu hobbie preferido ( triste vida a minha) é voltar lá e esculhambar o mentiroso que me mandou pros cafundós, ao inves de dizer que nao sabia de nada…

  5. Oi!

    Josy,
    Na verdade a ideia de um encontro de blogueiras foi minha não, foi da Nicole. Mas acho que seria uma boa… todo mundo poderia se encontrar em Stockholm – não porque é a capital mas porque é mas fácil ir para lá e a maioria das blogueiras mora em S ou perto de. Vamos agitar a ideia quem sabe não desenrola?

    ****
    Vânia,
    Hahahaha! Sabe que eu sou difícil bem… mas no fim das contas foi super divertido! Tendo pavê a minha presença está garantidíssima! Quem sabe a gente não tenta um churrasco por lá? Desse jeito nossos encontros de blogueiras parecem mais culinarísticos do que outra coisa, mas tem coisa melhor do que comida boa, companhia e cervejinha?

    ****
    Joana,
    Eles são uns fofos não? E no dia em que vocês mudarem (já mudaram de apartamento alguma vez? ou vão mudar?) daí sim… se ainda não mudaram nenhuma vez de casa vai decorando um bom tantra para a ocasião! Prepara o sotaque ai, que acho que com um pouco de corda o negócio sai. Podemos pensar janeiro em Stockholm talvez?

    ****
    Oi Inaie,
    Pra falar a verdade, acho meio estranho aquele povo que leva até o cachorro para o Ikea. Talvez porque eu não sou uma boa companhia para compras: há dias em que tudo me interessa, posso passar horas analisando se vou ou não levar aquela coisa (normalmente inútil) e por fim não levar; e há os dias em que nada me interessa e que a confusão de um milhão de pessoas entrando e saindo com suas sacolas me deixa deprimida. Ri muito da sua malvadeza hein? Eu já teria levado alguns esculachos seus, não por dizer a informação errada por vergonha, mas porque confundo esquerda e direita em sueco! =D

  6. Oii gatona!
    Olhe, piolhos sambaram muito na minha cabecinha, então aquele pente era alívio quando vinha carregado kkkkkkkkk!!!
    Ahhh, estou super dentro do encontro, viu? Se for em Gotemburgo, melhor ainda porque sempre estou em Uddevalla, seria tudo encontrar a galera! Te adicionei no face, vai me informando, beijooooos

  7. Ikea, é um dos meus passa-tempos favoritos! Aliás, faz tempo que não vou por lá!
    Menina, como vc é sortuda de não gostar de chocolate, viu? Queria eu ser assim, pq vivo em pé de guerra com a balanca por causa desse acucar venenoso!

    P.S- Obrigada por me mandar o e-mail sobre o encontro, pena que não moramos perto, senão eu iria sim! Mas, quem sabe um dia a gente faz um encontrão assim aqui em Estolcomo né??

    Bjo

  8. Paulistas [e paulistano(a)s] costumam fazer nas unidades da Etna o que vc fez aí na Ikea, eu mesmo já fui apenas para almoçar, embora seja solteiro sem filhos. Mas agora há pouco, fui pra comprar, mesmo, na loja Morumbi [se bem que moro próximo à unidade Tietê, aqui no Tatuapé]: um enfeite de sax que há muito estava paquerando. Ele tornou minha sala de estar do apê ainda mais musical… Agora é só preparar uns vídeos da Candy Dulfer e curtir no home…

  9. Voltei!

    Nara,
    Mas que era uma judiação também era viu! Eu sempre tive cabelão e não era fácil lidar com moradores indesejados! Também to animada, tomara que o trem engate!

    *****
    Oi Jozy!
    Já te add, bem vinda ao grupo!

    *****
    Deby,
    Não gosto de chocolate mas amo godis e pipoca! Filme sem isso para mim não é filme! Eu assisto filmes com certa frequência então… problema!! Então a ideia do grupo é mais de enturmar a galera mesmo, aos poucos quero convidar todas as blogueiras (até agora não achei nenhum machinho) que escrevem em português. Se o encontro rolar pode ser talvez em Stockholm e quem sabe, role mais de um!

    *****
    Oi Luiz!
    Já te vi por aqui? Nosssa minha cabeça está péssima! Se é sua primeira vez bem vindo! Dizem as boas línguas que o Ikea quer abrir uma loja no Brasil, quem sabe vai ser concorrência acirrada com essa Etna. Aqui na Suécia uma das coisas que faz os móveis do Ikea mais baratos é o monte em casa: você compra os produtos desmontados (é muito mais fácil transportar) e depois junta as peças em casa. Quem sabe daria certo no Brasil?

    Abraços povo!

  10. Olá!
    Estou acompanhando alguns dos seus posts, além daquele do visto.
    Gostei desse, fui ao Ikea, umas duas vezes com meu namorado e gostei muito … não sei se é mania de sueco, mas ele também tem um cuidado quase que cirúrgico pra colocar qualquer coisa no carro, desde mala até coisas mais frágeis.
    Sou chocólatra e aodraria experimentar essas delícias todas!:)
    E achei lindo o que o Joel te disse de não aproveitar a viagem porque estaria o tempo todo pensando em voltar pra você … muito bom ouvir coisas assim de quem se ama.
    Ah, outra coisa, eu nunca tive blog, não sei nem como começar, pra dizer a verdade, mas gostei dessa ideia de Encontro de Blogueiras Brasileiras … quem sabe quando eu estiver aí, eu não consigo montar um blog também e trocar experiências com vocês.
    Beijos a todas!

  11. Janeiro em Estocolmo, bring it on!

    Se mudarmos de casa tentarei organizar algo sim senhora, pena que vivemos todas tão longe!

  12. Oi, again!

    Carioca,
    É sempre legal ter um blog, se você gosta de escrever pode começar agora mesmo. Algumas de nós tem como que um diário virtual, outras levam a coisa mais objetiva, informativa… o bom é que conhecemos um bando enorme de gente! O mundo tem mais cores quando ouvimos coisas românticas não? Ah, o amor…

    *****
    Joana!
    Acho que me expressei mal guria… o causo é o seguinte: imagina o cuidado cirúrgico (como a Carioca citou aí em cima) dos nossos vikings em empilhar coisas em um carro em uma ocasião em que há muito o que transportar, ou seja: mudança… Quando eu e Joel mudamos passamos um dia inteiro arrumando os móveis na “carroça” (leia-se por móveis um birô, um sofá, 6 cadeiras, uma mesa, uma cama, algumas caixas…). Eu recomendo que se decore um tantra indiano para essas ocasiões. Mas eu gostei da ideia de estar em uma “inflyttningsfest” ai en Nyköping – hahaha! =D

  13. Olá, só agora vi sua resposta … eu não tenho a menor intimidade com blogs, rs.
    Pra ser bem sincera, o seu é o primeiro que eu gosto e estou acompanhando, visito alguns blogs muito fúteis, e não volto mais.
    Animei com a ideia de ter um blog, fica como promessa para o Ano Novo, que já está quase aí! rs.
    Sim, o amor é inspirador!! Pena que o meu está tão longe :(

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s