Gregos e troianos

Neva em Göteborg, finalmente! Está frio pacas mas eu me junto ao coro de alguns milhões de suecos que amam a neve porque, graças a ela, tudo fica mais claro, mas bonito, mais branco, mais gostoso. No dezembro passado choveu, choveu e choveu apenas e o resultado foi que tivemos dias interminavelmente escuros e cinzas, dá uma depressão que vou lhes contar!

Mas como não há jeito de agradar a gregos e troianos nem bem o primeiro dia de neve teve fim iniciaram-se os rosários de reclamações: é caos no trânsito, caos nos hospitais, caos, caos, caos nas manchetes do jornais… Se o mundo não acabar em 21 de dezembro (e sabemos que não vai), as previsões indicam que morreremos de frio – é, depois de dois dias nevando o frio já passa a ser tenebroso e a neve nunca acabará! Os ônibus atrasam, os spårvagns (abrasileirei o termo) param, ninguém mais vai andar de bicicleta (todo mundo vai usar os ônibus e spårvagns que atrasam e por isso ficam ainda mais cheios); é difícil pacas empurrar a cadeira de rodas do Zé…

Tudo começou com uma virada do tempo na sexta (já estava nevando em outras partes da Suécia desde a semana passada), quando as temperaturas ficaram abaixo de zero a primeira vez neste outono; despencando para -10 graus C no domingo. Nevou ontem, nevou hoje e espero que neve amanhã – eu ainda acho lindo. E se daqui a uma semana eu estiver reclamando do frio isso não importa porque agora mesmo estou feliz e satisfeita!

E está oficialmente aberta a temporada do ano em que todo mundo esquece luvas, toucas e cachecóis dentro do spårvagan/ônibus/perde por aí, que passamos calor dentro das lojas, que escorregamos por todos os lados em que pisamos e que o número de fraturas em idosos, crianças e desavisados cresce tanto que tem apenas o céu como limite! Escorreguei hoje e quase caí (me segurei na cadeira do Zé) e ontem quase que congelei meus dedinhos pois acreditei ter esquecido minhas luvas no spårvagn!

Parece bobo isso mas pense na maratona: primeiro você coloca um enorme cachecol ao redor do pescoço, uma touca (do tipo justinha para segurar as orelhas – sim, se você não usa touca as orelhas podem congelar e cair e você nem vai perceber) e luvas para que os dedos não congelem; fecha o casaco até em cima e sai de casa. Chega no ônibus/spårvagn e é quente e sufocante ficar com tudo (5 minutos são suficientes); você tira a touca e as luvas e enfia dentro da bolsa enquanto abre o casaco e desata um pouco o cachecol. Um ponto antes do destino refaz a operação veste tudo mais uma vez. Ou seja, isso nunca funciona porque ninguém faz isso um ponto antes daquele em que vai descer!

Eu ia deixar umas fotos, mas… não consigo editar de um jeito que me deixe feliz… e a ferramenta de inserção de mídia no blog já mudou de novo – justo quando eu tinha aprendido!

Fica para a próxima!

Anúncios

7 comentários sobre “Gregos e troianos

  1. Hahahaha
    “se você não usa touca as orelhas podem congelar e cair e você nem vai perceber”
    Hahahaha, tão bom! :D

    Eu estou como você… se daqui a uma semana eu reclamar (e seguramente reclamarei) da neve e do inverno não importa porque neste momento eu estou feliz!

    Beijos!

  2. Oi Caipira linda!Sabe o que não gosto do inverno?A longa duração.Tinha que ser tão lonnngo?Eu acho tudo muito lindo tambem, adoro ver tudo branquinho, mas da minha janela, rsrs, pq viver do lado de fora, para mim, e bastante custoso.Sera que algum dia eu me acostumo?beijooooooos

  3. Olá meninas – antes tarde do que nunca não?

    Joana!
    E eu descobri porque ainda não inventaram protetores para o nariz: sabe que dia desses resolvi deixar o cachecol tapar a boca e o nariz, bem no estilho velho oeste mesmo. Resultado: me queimei com o frio! Sim, porque o cachecol fica úmido em contato com a pele, voltei para casa e tive que me encher de manteiga de cacau!

    *****
    Cristiane!
    É isso aí menina, se você está a caminho da Suécia, aproveite bem vestidinhos, rasteirinhas e molecas, cintos etc enquanto é tempo… depois seu guarda roupa passará a ser cheio de blusas de tricô e os acessórios toucas e cachecóis, luvas…

    ****
    Nara!
    Eu ainda não sei o que pensar. Esse é apenas o segundo inverno que passo aqui e definitivamente, tá muito melhor e mais bonito que o inverno anterior: choveu e choveu e choveu e choveu!!! Céus, parecia que nunca ficaria frio e tampouco esquentaria também. Agora, mesmo que eu não tenha morado no nordeste, era acostumada a ter verão e aqui… ele nunca chega! (mesmo mesmo!)

    Beijocas!

  4. OI! Parabéns pelo teu excelente blog! É um dos poucos que encontrei que demonstra a vida como ela é (isso é o que me transmites) e não fica nos glamoures superficiais.
    Parabéns pela tua coragem em refazer a vida na Escandinávia!
    Bem, eu estava vendo o programa da Bandeirantes ‘o mundo segundo os brasileiros’ e acabei por descobrir a irmã deste: ‘españoles en el mundo’ feito pela TVE da Espanha. Num dos episódios aparece Götteborg. Acabei de ver o episódio e é assim mesmo a cidade? o quão perto da realidade (que você conhece) esta este episódio?

    Obrigado pela atenção e FELICIDADES!

    (no youtube tem o episódio neste link: http://www.youtube.com/watch?v=JcyXUeFvG10 )

  5. Marcel!
    Bem vindo…
    Eu to assistindo o documentário aos pingos… 10 min ontem, 10 min hoje, quem sabe amanhã mais 10 min… assim que acabar respondo a sua pergunta!

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s