Uma Caipira em Mallorca

Eu tava pirando com essa coisa de procurar trabalho e ficar no vácuo. Sim, eu acho bem difícil receber um não, mas mais difícil ainda é ser ignorada e não receber resposta alguma. Nessas horas eu me pergunto porque eu não escolhi algo mais fácil para minha vida! Nasci teimosa, agora aguenta. Só sei que daqui alguns dias estarei fazendo companhia para a Vânia no Diário de uma Teimosa…

Enfim, estava ficando muito estressada com toda essa coisa de procurar emprego. Eu não tenho paciência para esperar, me deixa louca alguém dizer que vai entrar em contato e não fazer, aí eu ligo de volta e ninguém atende o telefone. Estou maximizando, eu sei, o problema é que quero tudo para ontem; precisava dar um tempo e como meus tios sempre insistiram para mim ir visitá-los aproveitei para conhecer um dos destinos mais amados pelos suecos no verão: Palma, na ilha de Mallorca, Espanha.

Viajei com a Air Berlin e descobri duas coisas: é impossível entender o que os alemães dizem quando falam inglês e, pessoalmente, foram as comissárias de bordo mais simpáticas que já encontrei nesse pouco tempo em que comecei a explorar o mundo de avião. Quando fomos a Portugal voamos de TAP e eu achei um barato o vídeo sobre segurança que eles rodam nos monitores (aquela coisa de apertar os cintos, o que fazer em caso de turbulência, é proibido fumar, desligue os aparelhos eletrônicos) mas em compensação a tripulação era meio fechada. Já as comissária alemãs (e os comissários também) estavam sempre rindo e sorrindo para nós. Talvez estivessem rindo de nós, mas o que importa? A atmosfera no voo foi muito descontraída e tranquila.

Fiz escalas em Berlin e Barcelona e sinceramente, achei o aeroporto de Barcelona uma merda. Passei muito tempo lá, e na verdade, isso foi bobeira minha pois talvez eu poderia ter saído para espiar a cidade. A verdade é que sou imensamente cagona no que se refere a voar, sempre vou direto para o meu portão de embarque, ou para perto de um daqueles painéis que mostram as chamadas de voos, e fico com um olho no livro e outro no painel/porta de embarque. Passei 6 horas no aeroporto onde não há nada para comer além de sanduíches de pão duro com algumas fatias de salame tão finas que seria possível ver Jesus por meio delas. Além do mais, tanto para comprar o bendito sanduíche como para pedir informação e na hora do embarque fui mal tratada. Ainda bem que Barcelona tem fama, porque se dependesse da simpatia do povo de lá estariam perdidos!

Meus tios foram me buscar no aeroporto em Palma e apesar de estar frio por lá achei tudo muito bonito e muito verde. Já no caminho de casa a minha tia me apontou alguns dos pontos turísticos da ilha, como a Catedral e o castelo do rei da Espanha – que também gosta de gastar as férias na ilha. Nada de movimento na ruas, mas no aeroporto estava uma loucura! Imagino que no verão seja um verdadeiro caos.

Meu guia...

Meu guia… sorte que meu primo é gente boa e teve paciência de me levar passear um pouco.

Catedral... eu já disse que gosto muito de visitar igrejas...

Catedral… eu já disse que gosto muito de visitar igrejas…

DSC06141

Ao lado da Catedral uma fortaleza. Achei muito lindas as paredes parcialmente cobertas de hera…

Oliveira muitoooo velha...

Oliveira muitoooo velha…

Eu só vi um pedaço da ilha, mas tudo o que vi achei super bonito. O melhor de tudo é que sempre havia um restinho de sol, brincando entre as nuvens, quando não havia muito sol! Foi muito gostoso aproveitar um pouco do calor do sol no rosto e no corpo.

Entendo porque Mallorca é um dos destinos favoritos dos suecos no verão: o mar é muito bonito, há muitas praias e montanhas. Dá para sair para uma longa caminhada no meio da natureza e alcançar outras praias mais lindas ainda (que só vi por fotografia). Fiquei bastante em casa, admirando a vista, conversando com a família. É bom sair um pouco e desligar… Foi gostoso ficar com rostos conhecidos e recarregar a bateria.

Meus tios moram há cerca de 10 anos lá, e agora é hora de voltar para o Brasil. Infelizmente na Espanha a situação econômica é perturbadora… apesar de não ver tanta gente na rua pedindo como em Lisboa, vi uma manifestação no aeroporto: ex-funcionários e funcionários da Ibéria estão diariamente em frente aos guichês da companhia protestando. A situação no aeroporto estava meio tensa e havia um cordão policial de contenção.

Alguns manifestantes que protestavam contra a Ibéria.

Alguns manifestantes que protestavam contra a Ibéria.

Cada um com suas lutas. É hora de retomar as minhas.

Anúncios