Uma Caipira em Uddevalla

Ainda to na faxina, ainda estamos organizando aquele caos pós mudança. Ainda não instalamos a máquina de lavar roupas (mas temos uma!), ainda não sei onde estão todas as minha coisas – mas pouco a pouco elas vão aparecendo – e principalmente, ainda sinto quase que uma estranheza por estar numa casa. Falando nisso, já comecei a tomar café da manhã enquanto contemplo os veadinhos que passeiam pelo jardim. E tem umas peripécias… mas isso fica para outra conversa.

Principalmente porque o blog está (me) devendo algumas histórias, e uma delas foi justamente quando fui visitar a cidade de Uddevalla. Uddevalla tem cerca de 30 mil habitantes e é internacionalmente conhecida por ser a cidade onde a Nara mora. Pra quem não sabe do que eu tô falando e se perdeu, eu to falando dessa Nara aqui.

Depois do encontro com as blogueiras em Stockholm parti para uma visita de cumadre – não somos comadres no literal da palavra mas… fui para Uddevalla dar umas vorta e bater um papo furado com a Nara. E não foi uma tarefa fácil porque a gente marcou de se encontrar por telefone e eu não pensei que era a semana antes da Páscoa, ou seja, nem lembrei que ônibus e trens estariam lotados. Bom, no fim das contas consegui um lugar espremidinha num busão e parti.

Mas não sem antes dizer para a Nara que eu chegaria na rodoviária. E tipo, eu nem sei se Uddevalla tem rodoviária porque o busão me deixou mesmo foi na beira da rodovia (o tal seguia para Oslo) e eu me vi olhando para um centro comercial ao lado de um Ikea, longe de tudo. Lascou-se; eu pensei. Nem sei se eu tô perto de Uddevalla, nem sei como faço para tomar um coletivo para o centro. Daí eu ligo para a Nara e tento explicar que eu to num centro comercial gigante – Torp – com um Ikea ao lado. Felizmente ela veio me salvar, com a menina pequena dela (uma coisa muitooooo fofaaaa de menina!) e o marido que também fala português.

Depois da minha gafe na chegada passamos um dia pra lá de legal. O tempo estava gostoso – com sol – e a gente ficou caminhando pelas ruas tranquilas da cidade enquanto costurávamos sobre um tudo: o tempo, a vida na Suécia, adaptação, blog, hobbies, casa/apartamento, família… A Nara deixou um registro das nossas poses pela cidade nesse link aqui!

Como eu falei no post passado o blogue tem me trazido uma série de surpresas boas e a mais significativa delas é essa rede, esse contato que a gente acaba tomando com outras blogueiras. Não precisa ser íntimo, não precisamos trocar segredos super secretos, basta saber que aquela pessoa passa pelo mesmo que nós e está aberta a conversar sobre isso. Faz um bem danado encontrar alguém com a mesma língua e quase que a mesma cultura para falar de mesmices…

(Falando nisso é bom sublinhar que quando a gente tá fora do país às vezes se frusta porque quer fazer amizade com outros brasileiros e não rola, mas a coisa não funciona no seco e não é porque somos imigrantes brasileiros morando na Suécia que vai rolar amizade e identificação como todo e qualquer imigrante brasileiro. No Brasil você não faria contato e nem amizade com pessoas assim ou assado, e aqui na verdade a gente sabe muito pouco sobre as pessoas que mudam. Tem aquelas que nem querem mesmo se misturar com outros brasileiros, trazem uma bagagem tão negativa do Brasil que nem querer contato com gente da mesma terra querem… é bom respeitar e ir devagar com o ardor.)

Acho que o fato de blogarmos cria uma desculpa e a partir daí, pode rolar uma identificação, amizade, coleguice; assim como pode dar em nada. Mas eu gosto de falar do que vingou, percebem? Dia desses a Maíra deu um pulo rápido em Göteborg e enquanto ela esperava o trem ficamos tagarelando e foi assim que gastamos uma boa meia hora. Fazia tempo que queríamos sentar e conversar, mas ela mora lá e eu aqui, e apesar dos passeios das duas – horas para as bandas de lá e outras pelas bandas de cá – ainda não tinha rolado. Com muitas dessas gurias rola uma conversa de longa data, mas se o negócio não passa do virtual para o real também não rola cobrança, o que vale mesmo é a espontaneidade – e foi numa dessas que conheci a Cíntia.

Aff, eu preciso dizer mais uma vez: Nara, obrigada por esse passeio, você é fantástica e o dia foi muito especial. E as demais gurias (aquelas que falei aqui e as que não falei também): obrigada pelo apoio e porque vocês são especiais!

Anúncios

13 comentários sobre “Uma Caipira em Uddevalla

  1. Que ótimo que já está se adaptando ao novo endereco. Agora sim, pode se dizer que a senhorita é caipira ao quadrado kkkkkk. Uma coisa é certa, trata logo de desarrumar as coisas e marcar o churrasco de boas vindas (olha eu já me jogando na casa alheia ;) ) que eu chego com minha sacolinha, ok?

    Beijokas e boa sorte na casa nova!

  2. Queeee linnndaaa!!Caipirinha querida, eu fico muito feliz com sua iniciativa de juntar a muierada nos encontrinhos , pq sò assim para conhecer essas blogueiras bunitas e formosas!Tambèm ameeeeiiiiii esse dia e espero repetir outras vezes, porque, olhe, o cèu è o limite!E que venham mais tardes ensolaradas e cheias de bom papo para todas nòs!
    kisses!!

  3. Ownnnnnnnnnn… Deve ter sido MARA mesmo. A Nara é muito especial.
    Verdade que as vezes eu também penso no sentido que se eu morasse no Brasil talvez não seria amiga de sicrano ou beltrano, então é normal não ter conexão. Acho que conversamos sobre isso no nosso primeiro encontro descendo as escadarias, lembra?
    O blog faz mesmo muito bem né caipira? A gente encontra gente muito bacana nessa vida virtual e quem sabe amigos pra vida real.

    Ótimo ler sobre esse relato.

    Xêro.

  4. Assunto de amizade aqui na Suécia é um pouco delicado. Tenho bem poucas amigas, mas gostaria de encontrar mais e mais brasileiras cujo papo pudesse fluir. Nao é fácil. Mas eu continuo buscando. E eu tb adorei a naturalidade com a qual nos conhecemos. Beijos

  5. Bom adoro sua pagina e sempre acompanho. Depois d anos fora do Brasil sendo 3 e meio na suécia acho muito complicado amizades com brasileiros porem tem muita gente boa a maioria que encontrei foi via net e depois de muito papo virtual rolou encontros agradaveis. Sou muito desconficada coisa d mineiro. Adoro ler seu blog , sempre com assuntos variavéis.
    Boa sorte na casa nova.bjs.

  6. Caipiraaaa, vc consegue mostrar que nao precisa ser íntimo e nem contar segredos pra se formar uma amizade. Eu admiro vc por tentar me ajudar sem ao menos conversamos muito (como no ano passado rs).
    Vc é espontanea, isso ninguém pode negar. Vc é tao espontanea que fiquei até nervosa com a sua rapidez em me retornar a ligacao. Obrigada por vc ser assim, acredito que até sem vc saber vc ajuda muitas pessoas, tanto através do blog quanto fora dele.
    Novamente muito obrigada
    Puss puss*

  7. Amizade, coleguismo, alguém pra conversar futilidades, sei lá… faz muita falta. Parece que em nossa terra é mais fácil fazer amizade, mas nem é isso. Falar mesma língua, ter mesmos costumes ajuda. Noutro país, primeiro temos que vencer o idioma, costumes, para então tentar enturmar. Se fosse eu aí acho que nem ia estranhar, pois aqui no Brasil já tenho certa dificuldade em fazer contatos, mesmo tendo tudo a meu favor. Mas também sou tímida. Acho que é isso. Mas mesmo tímida e mais quietinha, adoro quando encontro alguém pra conversar banalidades mil.
    Abraço

  8. Oi Karina!
    Puxa, fico sem palavras! oO
    Obrigada flor! Espero estar a altura…

    *****
    Karine,
    Eu to vendo é que vai ter que rolar um encontro de blogueiras na minha casa com direito a churrasco e cerveja!!! Oooo delicía! Vamos marcar assim que a temporada de festas passar (a sua festa, a minha festa…)! Agora tá quase tudo pronto!

    *****
    Oi Nara,
    E quase que a gente repetiu né? Que dili mesmo… E é verdade, nunca vi juntar tanta mulher bonita num lugar só como quando a gente se encontra! =P Bonitas, formosas e legais! Ahahaha!

    *****
    Oi Deby,
    Pois é isso mesmo, a gente tinha falado sobre essa questão quando nos encontramos em Göteborg, lembra? Acho que essa vida virtual serve como um apoio muito bom para aqueles momentos em que estamos um pouco tristinhas! Mas ainda bem que encontramos as pessoas certas para isso né?

    Beijos moças!

  9. Oi Cintia,
    E não tem outra forma de ser não é verdade? As amizades tem que evoluir por elas próprias, não tem como forçar isso… espero que a gente se encontre mais vezes!

    *****
    Oi Fabi!
    Bem vinda ao blog!
    Acho que tem que ser desconfiada sabe? Gente de bom coração sempre ajuda mas gente de mau coração tá sempre a espera de alguém meio carente para manipular e usar… tem que ir devagar com o andor. Ademais, sempre rola aquela coisa de botar expectativa demais, acho que devagar é melhor…

    *****
    Rubiaaa!
    Eu sou super né? Brincadeira. Olha menina não é nada de mais, apenas acredito que a gente tem que fazer a nossa própria corrente do bem. Quando eu cheguei aqui tive ajuda de muita gente, muitas brasileiras mais velhas de guerra me deram conselhos valiosíssimos que me ajudaram a lidar melhor com uma série de situações. Eu só estou passando adiante o que aprendi com elas e com minhas próprias cabeçadas… se serve de alguma coisa mesmo é o que veremos!

    *****
    Carioca…
    Vamos montar o meu fã klube? Hahahaha… to zuando. Espero poder te ajudar com alguns conselhos furados de vez em quando também.

    *****
    Ju,
    Eu também acho que sou uma pessoa meio devagar no ambito das relações humanas. Eu sou muito de brincar e falar merda, mas não é muito fácil para mim a decisão de tornar a amizade uma coisa séria. Eu levo um tempo. Acho que aqui eu quis mudar e fazer a coisa de supetão, isso também atrapalha… Agora estou entrando nos eixos.

    Beijos flores!

  10. Vamos montar!! Tem ideia de um nome? rsrs
    Tenha certeza de que vc me ajuda muito e com certeza outras pessoas também :)

  11. Sou péssima para escolher nomes! hahaha…
    Bom, esse era o objetivo (número dois) com o blog. O primeiro era ser rica e famosa… acho que já sou um pouco famosa, só preciso ficar rica!
    :P

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s