Villa, Volvo, Vuvve

Há um ditado sueco que diz que você se torna oficialmente adulto (vuxen) quando consegue ter os três v’s: morar numa villa, ter um Volvo e um cachorro (vuvve). Coincidentemente ou não, vuxen também começa com v.

Uma villa sueca não é o mesmo que uma vila no Brasil e sim uma casa. A bem da verdade eu não tenho certeza se a villa deve ser um tipo específico de casa, sei apenas que um bairro onde há casas e não prédios de apartamentos é conhecido como villa området; uma casa é en villa (não confundir com o verbo descansaratt vila); ou muitas casas, flera villor. Em todo o caso, eu moro numa villa området em uma pequena villa.

Morar em uma casa nos abriu uma série de oportunidades que eu não havia imaginado. Desde quarta-feira, por exemplo, estamos com o cachorro dos pais do Joel, a Zemta – essa cadela muito simpática que está comigo um tempão na foto do meu profile do blog . Eles foram viajar e não teriam ninguém que pudesse cuidar da vuvve, e nós aproveitamos o fato para dar uma treinada (ando azucrinando o Joel com a ideia de adotar um animal de estimação). É uma coisa maravilhosa! Um cachorro muda todo o astral de uma casa. Já fui dar belas caminhadas com a Zemta, apesar da chuva da quarta e quinta-feira o fato de termos que sair com ela já nos rendeu a descoberta de mais um lago próximo de casa, apenas quinze minutos de distância. Além do quê é imensamente efetivo ter um vuvve para combater o sedentarismo, e essa pessoa que vos escreve aqui tem chumbo na bunda e um imã em sofás, cadeiras e, acima de tudo, na cama.

Então essa semana algumas coisas engraçadas aconteceram… Nosso carro foi riscado (há algum tempo) e o Joel resolveu aproveitar a cobertura do seguro e reparar a obra de arte do sem noção que passou uma chave ou qualquer coisa em quase toda a lateral esquerda. Como o risco cobria as duas portas o reparo demoraria uma semana para ficar pronto mas, nada de pânico, pois a cobertura do  seguro nos dava a possibilidade de alugar um carro por um preço simbólico por dia. O Joel reservou a opção mais barata um veículo do mesmo porte mas quando foi retirar, surpresa! Nenhuma outra opção estava disponível a não ser um Volvo. Como o pessoal da locadora de veículos não tinha a disposição o carro que o Joel havia solicitado ficamos com o Volvo (claro que pagando pelo valor estipulado na reserva) – e eu fiquei muito feliz. Sei lá porque brasileiro é bobo assim com carro, mas o Volvo que nos “emprestaram” ainda cheira a novo…

Pegaram o lance? Somos um casal oficialmente adulto – na definição sueca. Ao menos por uns dias…

A villa e o Volvo!

A villa e o Volvo!

Zemta. Ela é tímida e não gosta de tirar fotografias... é só ter a máquina fotográfica na mão que ela se esconde...

Zemta. Ela é tímida e não gosta de tirar fotografias… é só ter a máquina fotográfica na mão que ela se esconde…

A "dona da villa" e o vuvve.

A “dona da villa” e o vuvve.

Numa pose melhor em outros carnavais...

Numa pose melhor em outros carnavais…

Anúncios

10 comentários sobre “Villa, Volvo, Vuvve

  1. Mariaaaaaaaa….eu adorava qdo alugavamos carro e tinhamos um upgrade!! É muito bom dirigir volvo, eu te entendo. E fala sério, q volvo! hihihi. Näo sabia desse ditado, mas com seu post, dá para entender muita coisa agora, kkkkkk. Aproveite os dias de adultos…hihi beijos, saudades!

  2. Olá. Sou leitor constante de seus textos. cheguei até você por ser um grande curioso referente à cultura sueca. Gosto de ler coisas sobre esse país, e o seu blog faz com que eu possa me aventurar pela Suécia, por meio de suas palavras. Muito obrigado a você pela existência do
    blog e parabéns!!!!! Eu escrevo este texto da cidade da música:Tatuí, São Paulo, Brazil.

  3. Oi Naty!
    Puxa que gostoso saber disso! Beijos e esteja a vontade!

    *****
    Mariiii quanto tempo mulher!!! Pois é, o upgrade nesse caso foi fantástico… hahahaha! Eu também achei engraçada essa história, primeiro achei que era coisa de Göteborg mas depois me contaram que é meio que uma “questão” nacional…

    *****
    Marcela,
    Aproveitei bastante mas agora o vuvve foi embora e já não me sinto tão adulta assim…

    *****
    Olá Marcus
    Bem vindo ao blog!
    De nada! Espero que eu realmente esteja contribuindo com coisas interessantes para vocês que esperam descobrir alguma peculiaridade dessa terra. Volte sempre!

    Abraços gente!

  4. Serio que aí tbm riscam o carro?!
    Achei que isso só era coisa de brasileiro sem noção… De país de terceiro mundo… :-(
    Bom acho então que para eu ser adulta, vai faltar o Volvo… Kkkk
    Bjss e até breve

  5. Não tenho villa, nem volvo nem vuvve, ó depressão!
    Fiquei apaixonada pela cadelinha, muito linda! ♥ ♥ ♥
    Beijos e boa semana, Maria!

  6. Adorei esse post e as fotos :)
    Soube que esse ditado é antigo, mas achei super divertido e atual.
    Beijos

  7. Dani,
    Aqui riscam o carro sim e vão embora de fininho – ainda mais porque é caro reparar. Volvo é caro pra c* no Brasil… hhahahaha! Mas tudo bem, é sempre bom ter alguma de coisa de criança, assim nos mantemos jovens a vida toda.

    *****
    Joana
    Não desanime! Afinal, você não escolheu o nome do seu futuro cachorro? Coisas estranhas acontecem e de repente você pode ter os três de uma só vez – como eu, mesmo que por uns dias.

    *****
    Carioca,
    Pois é, nem sei de quando e nem sei se está na moda, mas todo mundo tirava uma da nossa cara quando contamos que teríamos cachorro e um Volvo…

    Beijinhos!

  8. Pingback: Natureba ao natural #2 | Uma Caipira na Suécia

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s