Liebster! Olha eu aqui outra vez…

Pela segunda vez eu recebi o Prêmio Liebster Award (destinado a blogs com menos de 200 seguidores) e mais uma vez recebi a indicação da Boneca de Neve Joana. Na verdade recebi o prêmio em março, mas deu para perceber que março e abril foi um período de vacas magras para esse blog então, como estou respondendo com dois meses de atraso vou direto ao assunto:

11 coisas sobre mim…

♦ Posso tomar um porre de vinho e não ter nem um pingo de dor de cabeça o dia depois.

♦ Falando nisso, certa vez tomei tanto chopp que passei um dia sem voz. E sete dias de atestado médico com a pior dor de garganta que já tive em minha vida…

♦ Não sei dançar sozinha, preciso de um par.

♦ Música eletrônica me dá ganas de sair correndo mas eu adoro ouvir rock para fazer faxina.

♦ Tenho medo de morrer afogada.

♦ Spagetti me faz feliz. Com molho de tomate e pesto me faz muito feliz. Já a versão “allioli” me faz felicíssima. Na verdade, apenas pensar em spagetti me faz feliz.

♦ Não acredito no amor romântico – apesar de ser uma romântica incurável.

♦ Deixo as unhas crescerem apenas porque é mais prazeroso roê-las quando estão  compridas.

♦ Adoraria dar uma volta em um balão de ar quente.

♦ Amo dirigir.

♦ Transpiro muito nas mãos e nos pés. No inverno também. E no inverno sueco também.

Na verdade, eu fiquei meio em dúvida se deveria fazer essa lista mas como eu demorei tanto tempo para responder pensei em deixa-la como um plus. Isso posto, a Joana me enviou um questionário:

1. Qual é sua canção preferida?

The Story – Brandi Carlile.

2. Um sonho por realizar?

Justo agora um emprego em tempo integral. E se eu não precisasse trabalhar a noite ou finais de semana então…

3. Você é optimista ou pessimista?

Pessimista, mas engano bem. Pra dar uma dourada na coisa eu diria que eu sou realista, não gosto de colocar expectativas demais nas coisas e entendo isso como um tipo leve de pessimismo. Ademais, eu acho que nada acontece por acaso, dificilmente você vai ganhar alguma coisa do nada, é necessário trabalhar – de alguma forma – para que aquilo que você deseja se torne real. Se eu faço algo bem feito terei confiança de que terei um retorno, mais cedo ou mais tarde. Não sou daquelas que acredita que tudo vai dar certo apesar dos apesares. Acredito que dificilmente as coisas simplesmente vão sair bem se você não se esforça por isso.

4. A viagem de sonho…

Uma viagem para a América Central. Ou Santiago de Compostela. Ou à África.

5. Que qualidades você valoriza mais nas outras pessoas?

Sinceridade, empatia, amizade, força de vontade e capacidade de reconhecer seus próprios erros.

6. Que qualidade você aprecia mais em si mesma?

Paciência – hahahaha! Brincadeira. Ser amigável.

7. Café ou chá?

Chá. Infelizmente quando mudei para a Suécia descobri que passei a vida tomando “chafé” e que meu estômago não aguenta café de verdade.

8. Uma memória de infância.

Meus pais sempre cantavam quando não havia luz. Às vezes (sempre) quando  chovia muito ficávamos sem luz por algum tempo (a noite inteira) e então era a hora de acender velas e todo mundo ficar reunido na sala esperando a “luz voltar”. A gente tinha uma espécie de hinário que continha canções populares no fim, meu pai gostava de canções sertanejas (as verdadeiras) como o “Menino da Porteira” e minha mãe cantava “La verginella”, entre outras. A gente ficava esperando “a luz voltar” enquanto cantava essas e outras canções. A gente também ouvia as canções italianas na casa do nonno depois que o pessoal tinha exagerado no vinho…

9. Em que altura do dia você é mais produtiva?

Depende da motivação, mas a noite é definitivamente difícil. Pensando bem, as manhãs durante o inverno são extremamente difíceis. Mas eu já mudei o foco da questão e estou respondendo quando não sou produtiva. No Brasil sempre foram as manhãs, na Suécia sou mais produtiva nas tardes.

10. Você ganhou 1000000 coroas. O que você compraria com esse dinheiro?

O Volvo que alugamos agora… hahahaha. Brincadeira. Não compraria nada, tenho um certo problema de angústia no que se refere a compras: com exceção de comida, todo o outro tipo de “shopping” me deixa deprimida. Se eu ganhasse um milhão de coroas faria uma longa viagem (com Joel) usando cem mil coroas e dividiria o restante em partes iguais para os meus três irmãos.

11. Ídolo da adolescência.

…difícil. Eu não sou muito ligada em artistas e agora estou espremendo meu cérebro mas não lembro nenhum assim de cara. Sempre fui muito ligada em heróis misteriosos e mascarados – ou não mascarados – de livros.

Isso foi um pouquinho de mim. Agora, para desespero de alguns e felicidade de outros, passo o prêmio adiante… Gente, como a própria Joana comentou, sei lá se vocês gostam dessas brincadeiras, se sim é só responder. Se não é só ignorar. Ou me mandar um alô dizendo que não quer nem saber disso.

Os vencedores de hoje são:

liebster2

Brunainglaterra

Carioca da Clara Suecando

Diário de uma teimosa

Enfim Suécia

Memórias de Mim Mesma

Moda Escandinava

Mulher de Fases

Pacamanca

Sonhos Escandinavos

Uma aventura no gelo

Uma brasileira na Croácia

O prêmio é para blogs com menos de 200 seguidores e eu não descobri quantos seguidores tem Pacamanca e Brunainglaterra mas… vou chutando. Quem tiver interesse de participar da brincadeira não precisa responder as rapidinhas (11 coisas a respeito de mim) e nem copiar as perguntas que a Joana me passou; basta fazer uma lista com 11 das coisas que te tiram definitivamente do sério, ou melhor: 11 coisas que me fazem contar até cem… 

A Joana do Boneca de Neve também está convidada a responder o desafio!

Anúncios

7 comentários sobre “Liebster! Olha eu aqui outra vez…

  1. Maria! Valeu a pena esperar por sua participação, adorei ler. Temos várias coisas em comum, sobretudo o spagetti… :) E essa memória de infância, que bonita!
    Quanto à lista de 11 coisas que me fazem contar até cem, vou definitivamente publicar lá no blog. Na verdade tenho uma lista de 1100000 coisas desse género, mas vou tentar sintetizar haha. Beijos

  2. Joana!
    Você é rápida no gatilho e eu já ri demais com a sua lista. Ah, eu acho que a infância é a época mais linda da nossa vida… Bom sabe a respeito do spagetti, se você aparecer por aqui vou te mostrar a minha receita nova! Mummmmmssss, como se diz em sueco!

    *****
    Carioca,
    Obrigada, guria. :)

    Beijinhos flores!

  3. Maria Helena´outro dia estávamos discutindo sobre esse lance de otimismo e pessimismo aqui em casa…o namorido é super pessimista e as vezes eu até desconfio que ele foi criado no país das maravilhas. Digamos que eu seja uma realista otimista que acredita no possível dentro das possíbilidades, penso mais ou menos como vc nesse ponto.
    Agora quanto tomar um porre de vinho e não ter dor de cabeca e chamar o Hugo no dag efter me deixou aqui morrendo de inveja rsrs ainda chego lá rsrsr.
    Bjos e fica com Deus.

  4. Olá Renata! Seja bem vinda!
    Hahahahaa! Eu já encontrei outros suecos assim e sabe que acho bonitinho? Pra eles nunca tem tempo ruim. No Brasil eu também tenho uma amiga do coração que é super otimista, mas ela é otimista de pé no chão (e quando eu crescer eu quero ser como ela). Eu já fui mais forte com relação a bebida – agora a idade tá pegando!
    Beijocas pra ti também!

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s