4 anos de Suécia

image

E ontem comemorei meus quatro anos de Suécia.
Sei lá se comemorar é a palavra certa. Quando eu mudei para cá achei que em quatro anos estaria voltando para o Brasil. E daí que eu não vou falar sobre a minha vontade de voltar para o Brasil porquê sempre está cheio de gente lendo um post desse blog que acha que me conhece e que sou no mínimo boba por querer sair do “bom” pra voltar para a zona do Brasil. O Brasil está mesmo uma zona e a responsabilidade por isso também é minha. Ao invés de ficar criticando veementemente o governo, eu deveria estar fazendo algo pela mudança. Mas eu não estou no Brasil, aí para muitas pessoas isso já tira o meu direito de achar qualquer coisa. Então eu vou ficar na minha e não vou discutir com estranhos a falta de responsabilidade civil e política dos brasileiros que ficam vomitando merda nas redes sociais  (ou fazendo passeata pelo impeachment)  e acham que estão resolvendo alguma coisa. Fim.
Nunca quis lançar raízes muito profundas por aqui, sempre imaginei minha estadia na Suécia como uma espécie de “passagem”. Agora eu vejo que não há como controlar o tamanho do meu envolvimento com esse país, principalmente por causa das minhas escolhas e do fato de ter tido um filho aqui. Por escolhas eu me refiro ao fato de que  fiz de tudo para me inserir o mais rápido possível e acho que me saí bem nesse intento: tenho um emprego na minha área, estou estabilizada com casa, marido e filho… isso me deixa muito mais ligada a Suécia do que eu poderia imaginar.
Isso me fez perceber que fiquei adulta aqui. Me assusta um pouco. Na verdade, assusta muito. Saí do Brasil sonhadora, muito inexperiente, mas cheia daquele vigor juvenil do
eu posso… o que foi positivo e me ajudou a vencer muita coisa aqui – mas é fato que também tive muita ajuda para isso.
Eu quero falar mais sobre isso, fazer uns comparativos tipo o que eu pensava versus o que penso agora, e deixar algumas dicas para quem está decidindo mudar (para a Suécia ou qualquer parte do mundo)…
Ah, estou suequizando. Isso também é louco, e eu também gostaria de falar mais sobre…
Mas  por enquanto, por hoje é só pessoal.

Anúncios