Saudades

Eu tenho saudades de escrever aqui. Agora ainda mais, quando não sei porquê meu teclado ficou doido e até me deu um ç. Posso escrever criança, lambança e poupança; realizações, felicitações e paparico e bico de pato, assim sem mais. Haha.
Miguel chegou e nós tivemos dois meses muito intensos mas tranquilos. Quem é mãe sabe como é que são essas coisas todas do pós parto, mas eu estava preparada dessa vez e com a minha mãe a tiracolo o puerpério foi fichinha. Sabe como é, mãe sabe das coisas, sabe até mesmo cuidar de outra mãe (que queira esse tipo de ajuda, que fique bem claro). Minha mãe voltou para o Brasil e Murph veio morar com a gente. Simplesmente…
Foi um festival de todas as gripes e viroses (diarréias em geral) que se possa imaginar. Eu ficava doente e aí os meninos ficavam doentes ou eles (um de cada vez ou os dois juntos) e depois eu… e assim foram fevereiro, março e abril. Eu quase ganhei um cartão fidelidade do hospital (#exagerada). Nunca imaginei que um inverno pudesse ser tão comprido… e aí que já se vão seis anos de Suécia e eu não sabia que o inverno podia ser esta merda. Pra você que curte um friozinho e sonha com a neve, só um recadinho: é lindo, mas é letal. É frio que não acaba mais e tudo que você queria é uma semana de sol e calor, uma semana para você botar os colchẽs para fora e abrir todas as janelas da casa para ver se arejando a coisa melhora.
Mas e daí que passou. Amém.
A semana de sol e calor já veio e já foi embora. Eu não botei os colchões para fora mas estou esperando que Gotemburgo me dê ao menos mais uma semana de sol e calor esse ano.
Falando nisso, achei bonito que algumas pessoas me escreveram perguntando se vou parar de postar, já que eu parei de postar, se me entendem. Eu não sei… o engraçado é que ainda recebo perguntas por email a respeito da vida na Suécia. Mas devem haver outros blogs mais atualizados não?
Enfim, essas perguntas que recebo soam super bizarras justo quando a gente está passando por essas situações especiais da vida… tipo, isso que comentei acima, essa sensação de que o inverno nunca acaba… aí uma pessoa me manda um email (fazia uma cara que não recebia perguntas via email, só via facebook) se Gotemburgo dá praia. Eu lendo o email, resfriada com uma puta dor de garganta, meu coral de duas vozes recitando ´´a Tosse´´ numa sonata que poderia ser de Bethoven, chuva lá fora e 4 graus C…
Gotemburgo dá praia. Mas é bom usar neopreno de manga longa.

Anúncios

3 comentários sobre “Saudades

  1. Eu já escrevi inúmeras vezes por que gosto do seu blog: desconstrução da cultura eurocêntrica, a gratidão pelo Brasil, pelo fato de ter sido criada e educada aqui, como a formação acadêmica; cada ano que passa, o empoderamento do sujeito do feminino, e, muitas vezes, sem perceber, o feminismo sendo engendrado de uma forma linda de ser ver; a desconstrução de muitos paradigmas como, recentemente, da maternidade: a quebra da visão romanceada ( ou hipócrita, caso sejam perceptivos conceitos construídos pelo patriarcado) que muitas mães na blogosfera insistem em passar ( hoje, a vlogosfera). Enfim, uma progressista em todos os sentidos!
    Algumas semanas num país muito frio, pude ver que minha Passárgada é a trilha do sol! E, se possível, água e cheiro de mar, areia branquinha…Mas se não houver, que o sol brilhe todos os dias! Não estou indo no seu facebook, pessoal e a página do blog, porque você disse que iria tirar férias da rede social e aproveitar o verão, o que me deixou feliz! Mas como recebo notificações do blog via e-mail, ao abri-lo esta manhã, vim muito feliz para te ler!
    Ah, de todos os blogs que costumava ler, o seu é o único que ainda volto, sempre na expectativa que algo novo apareça. Acredite, sua escrita não é repetitiva! Não irei viver na Suécia por dezenas de motivos ( foi assim que te conheci. Espero que o Brasil não entre em um Estado de Exceção, pois, junto com R., precisarei buscar um país democrático para viver. Mas a Suécia não está mais em nossos planos). Porém, um pouquinho da Suécia vive em mim através de você. Grata, sempre!
    Um beijo, querida! E desejos de saúde pra você e família! E mais do que uma semana de sol por aí! Com meu carinho, A.! Beijos nos fofinhos!

  2. kkkkkk, nao fala nao, esse inverno foi foda. Aqui em Estocolmo, foi bem do jeito “tragedia anunciada”, com a nevasca em pleno outono (a pior em 110 anos segundo os jornais), neve mais neve, mais vento, mais gripe e mais neve. Aqui nevou de outubro a maio, isso mesmo, maio. Gracas a Deus passou, por falar Nele, ainda comentei com o Andreas que entendo o porque deles nao acreditarem em Deus, quem tem nevasca no outono, cresce sem acreditar em nada mesmo. Que bom que acabou, mas em setembro tem mais hahaha. Beijos, guria :)

  3. Sei que é um momento especial na vida! mas não pare de postar hahaha :-) estou animando voltar à Suécia no próximo ano! tem uma conferência de computação para ir em Gotenburgo =DD Se eu for, te aviso! Abraços!

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s