Diário Caipira – 55

Vinte graus e sol.

Vinte graus, sol e vento frio.

Vinte graus, sol, vento frio e areia quente sob os pés.

Vinte graus, sol, vento frio, areia quente sob os pés e as crianças que correm pra dentro e pra fora d’água gelada do lago.

Vinte graus, sol, vento frio, areia quente, as minhas crianças que correm pra dentro e pra fora d’água gelada do lago com os lábios azuis, a pele arrepiada e o queixo batendo.

Vinte graus, sol, vento frio, areia quente sob os pés, as minhas crianças correndo pra dentro e pra fora d’água gelada do lago com os lábios azuis, a pele arrepiada, o queixo batendo… e eu tentando convencê-las que tem que se secar, esquentar o corpo, ir pra casa.

Vinte graus, sol, vento frio, areia quente sob os pés e crianças que fazem “birra” porque não querem sair de dentro da água gelada do lago.

Vinte graus, sol, vento frio, areia quente sob os pés; uma mãe brasileira de casaco tentando convencer pequenos vikings a sair da água gelada de um lago por morrer de medo do “vento torto” que tanto falavam lá no Brasil (vai que esse menino pega uma pneumonia!).

Ah, hoje é dia das mães na Suécia. Feliz dias das mães a todas nós que precisamos enfrentar as desventuras de ser mãe longe de casa e sob choque de cultura constante; mesmo quando fazem 20graus e tem sol.