Diário Caipira-60

Tô treinando meus dotes. Vamos fazer um crochê coletivo e eu consegui pela primeira vez fazer um círculo que não virasse um cone. Tô me achando a crocheteira.

Eu queria dizer algo sobre o #BlackLivesMatter. Mas eu não acho que preciso dizer o óbvio: eu sou racista. Talvez não seja uma racista agressiva, mas falo bastante sobre isso com uma amiga negra e ela me ensina muito, às vezes sem nem pensar que está me ensinando e eu percebo o quanto a gente é racista justo por pensar que racismo era coisa lá do tempo da juventude do meu pai – que quase não casou com a minha mãe porque é preto.

Entonces, eu não tenho que dizer nada. Preciso refletir e mudar. Aí sim, vou mostrar na prática que #VidasPretasImportam.