Diário de uma cabeça de vento-71

Acho que sempre ouvi “ai ai menina! Se a cabeça não fosse grudada no pescoço tu ia deixar por aí”.

Hoje fui no mercado. Fiquei brava porque o mercado passou por uma reforma e tudo mudou de lugar. Aí a gente fica besta zanzando e caçando as coisas. Quando saí, prendi a sacola na magrela e… cadê a chave do cadeado?

Nada num bolso, nada no outro. A bolsa? Cheia de tudo, menos da chave. Que remédio né? Juntei as tralhas, entrei no mercado de novo e comecei a procurar a chave já me preparando mentalmente pra ligar para o marido com o rabo entre as pernas “amor, tranquei a bici e perdi a chave do cadeado. Pode me salvar?”

Por sorte, encontrei a chave. Mas acho que deixei mesmo a cabeça em algum lugar…

Um comentário sobre “Diário de uma cabeça de vento-71

  1. Dei uma risada muito gostosa, pois sou exatamente assim também hahahahaha… Gosto de dizer que deixo um pouco de mim por todo lugar que passo, pois sempre acabo esquecendo algo.

    Abraço

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s