Memórias de um Caracol-14

Há um coelho no camping. Não era uma lebre, era um coelho doméstico. Imagina a cena: um casal, com barraca, cachorro, uma criança de uns 9 anos, um flamingo inflável enorme e, um coelho. Levaram um cercadinho que botaram na grama e, lá dentro, um coelhinho preto e marrom, de olhos muito atentos, focinho nervoso e pelo super fofinho.

Foi a primeira vez que vi “coelho acampar”. Mas a novidade maior foi que meu piá entendeu que é possível ter coelhos de estimação.

– Mamãe, esse coelho mora aqui no camping?

– Não. Eu acho que o coelhinho é da menina.

Espanto. Que rapidamente muda pra revelação:

– Então a gente pode ter um coelhinho assim em casa?! Por favor mãe, vamos cuidar de um coelhinho fofinho?