Diário Caipira-105

Ontem, quando estávamos no meio do bosque, um caça passou voando baixinho e deixando quase todos surdos. Hoje, pela manhã, a mesma coisa.

Desde que a pandemia explodiu temos visto menos aviões nos céus. Nos últimos dias o tráfego aéreo cresceu um pouco mas ainda não é como antes de março. Como moramos razoavelmente perto do aeroporto sempre ouvimos muitos aviões de passageiros passando. Assim também como helicópteros, porque estamos próximos ao hospital. Mas caças… bem, essa é uma novidade.

Dois dias seguidos. É bonito ver aquele avião que realmente lembra um avião de papel rasgando o céu. Mas sempre me dá raiva ter a ciência de que se trata de uma arma de guerra. Caças não são usados para impressionar cidadãos com o seu barulho ensurdecedor e seu desenho bonito.

Mas espero que seja só isso mesmo.