Diário Caipira-155

Passei na biblioteca e peguei uns livros. Gosto porque a cidade sempre tem um “kit” pronto. Eu entro, pego e saio.

Um dos livros fala sobre animais, plantas e outros seres vivos e não vivos que são fluorescentes ou emitem algum tipo de luz a noite. Em uma das páginas são descritas o “irrbloss” (fogo fátuo) que sao bolas de fogo místicas que podem ser vistas (mais frequentemente) em locais pantanosos.

Ainda não há incerteza a respeito do que é que cria o fogo fátuo. Uma das explicações aceitas cientificamente explicam que o fenômeno se dá por meio da oxidação de alguns compostos decorrentes de matéria orgânica em decomposição. Por isso é possível ver o fogo fátuo em cemitérios, também.

Enfim, há lendas que explicam essas bolas de fogo místicas. No Brasil a mais conhecida é a do boitatá. Para os suecos o fogo fátuo é a lamparina de uma alma penada. Alguns acreditam que essa alma vem para assombrar os gananciosos; principalmente aqueles que querem muitas terras e usam de maneiras não muito corretas para obter elas (grilagem). O homem da lamparina teria sido muito ganancioso em vida e tem que pagar seus pecados tentando impedir outros de cometer o mesmo erro.

Achei a historinha tudo a ver com o mês de outubro e o Halloween. Nunca vi fogo fátuo. Mas dizem que meu vô viu um boitatá. Talvez eu deveria sair mais a noite…

Agora vamos prosear!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s