Diário Caipira – um

A agência de saúde sueca comunicou nessa semana passada a decisão de não vacinar crianças de 5-11 anos. Na moral, já estava esperando que esse fosse o parecer por aqui já que a situação não se compara à de outros países.

A Suécia tem hoje quase 10,5 milhões de habitantes. Desses, 17.62% tem entre 0-14 enquanto 19.68% tem 65 anos ou mais (dados do SCB, outubro de 2021). Segundo a base de dados do ministério da seguridade social (Socialstyrelsen), um total de 11 mortes de crianças e adolescentes foram registradas no país (do total de mais de 14000 mortos). Não encontrei dados específicos sobre a incidência de Covid longa em crianças e adolescentes ou aquela síndrome multi inflamatória que pode acometer crianças que tiveram Covid.

Aqui em casa tivemos Covid na terceira semana de janeiro. O Benjamin pegou na escola e todo mundo entrou no baile. Eu e o Joel ficamos muito mais doentes do que os meninos, que apesar da febre alta e um pouco de tosse estavam com a energia de sempre. Eu fiquei muito aliviada por ver que as crianças quase não sofreram nada com a doença. Mas entendo que a realidade brasileira é muito mais dura e que minhas crianças são saudáveis e bem nutridas, como a grande maioria das crianças suecas.

Espero que os pais brasileiros vacinem as crianças que podem ser vacinadas, porque a vacina salva vidas. Provavelmente meus filhos terão de tomar a vacina para viajar para o Brasil no futuro, assim como gente deu a BCG pra eles que não faz parte do calendário sueco de vacinação. Se assim for, vamos vacinar as crianças sem crise.

Gostaria muito que esse caos chegasse ao fim. A gente fica um pouco mais tranquilo sabendo que passamos por essa e vencemos, mas não dá pra ignorar que mais de 5 milhões de pessoas morreram por causa do vírus no mundo desde o início da pandemia. Estou realmente torcendo para que os cientistas estejam certos de que o omicron seja o início do fim.

Leia antes de perguntar! #02

Já percebi que vou ter que melhorar a visualidade da seção porque ainda tem um monte de gente que me manda perguntas sobre visto de turista para a Suécia. Bom que, uma vez que o texto já existe, apenas copio o link e mando como resposta para os preguiçosos . Sim, eu acho que é preguiça mandar um e-mail para perguntar como é que se consegue visto de turista para um país afinal esse é o tipo de informação que muito rapidamente se consegue na página inicial das embaixadas. Eu não fico stressada com quem me escreve pois eu reconheço os meus pares; eu também sou preguiçosa ao extremo e por isso mando mesmo tudo no Ctrl c+ Ctrl v.

E voilá que essa semana recebi perguntinhas novas e já atualizei a seção com duas delas:

1. O seguro viagem é obrigatório?

Segundo o site Viaje aqui o seguro viagem é obrigatório para turistas que estejam visitando a zona de Schengen, da qual a Suécia faz parte. Pessoalmente nunca ouvi dizer que alguém foi mandado embora por não ter seguro, mas acho que não é essa a questão: a questão é que acidentes acontecem e é melhor estar preparado para o pior do que acabar com as férias (e com as suas economias pelo resto da vida) só por causa de economizar uns poucos pilas no Brasil antes da viagem. Bancos tem seguros mais baratos do que agências de viagem, entre em contato com seu gerente!

Para turistas em visita a zona de Schengen a validade do seguro deve se estender por todo o tempo de permanência do visitante na área e a cobertura deve ser de, no mínimo, € 30 mil.

2. Preciso tomar alguma vacina antes de visitar a Suécia?

Na Suécia existem poucas doenças loucas (típicas de países dos trópicos) como malária e similares e normalmente são os suecos que tem de tomar 300 vacinas diferentes quando eles saem para o mundo. Na Suécia nem barata sobrevive (há controvérsias…). Entretanto se você vem para cá na primavera/verão e vai estar em contato direto com a natureza é bom tomar a vacina contra o TBE, uma doença transmitida pelo carrapato tick que afeta o sistema nervoso central podendo deixar sequelas e/ou até levar a morte. A variedade de carrapatos nas florestas suecas é para ninguém botar defeito e alguns deles transmitem pequenas enfermidades também, por isso não é legal arriscar por as férias a perder e ficar no mato sem ter tomado uma vacina. Maiores informações sobre o tick nesse post aqui.

E por enquanto é só!